O que esperar das ações das empresas de turismo com o novo avanço da Covid-19?

Os desdobramentos da pandemia de covid-19 seguem afetando a Bolsa de Valores. Diante do cenário atual, existe uma perspectiva de que haja restrições de circulação nesta temporada de verão. Como resultado, as ações das empresas de turismo já têm sentido impactos em seus preços.

publicidade

Desde o início deste ano, as ações da CVC (CVCB3) caíram 14,67%, sendo cotadas a R$ 11,45. Os papéis da Azul (AZUL4) reduziram 3,36%, cotadas a R$ 23,54 atualmente. As ações da Gol (GOLL4), por sua vez, desvalorizaram 7,39%, sendo cotadas a R$ 15,77.

Na última semana, a Azul afirmou que a alta no número de casos de coronavírus e influenza entre funcionários afetou 10% dos voos programados para janeiro. Por conta do surto de covid-19 em cruzeiros, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) indicou a suspensão a temporada nestes navios.

Perspectivas sobre as ações das empresas de turismo

O economista e had de conteúdo da BRA e colunista do Money Times, Alexsandro Nishimura, alega que, meses atrás, as cotações incluíam a reabertura da economia e o retorno da circulação de pessoas.

publicidade

Atualmente, segundo ele, “a variante ômicron parece dar uma bagunçada nestes ‘calls de reabertura’. Essa nova variante foi descoberta em novembro do ano passado, na África do Sul. Desde então, ela vem se propagando em diversos países pelo mundo.

O economista alerta que os investidores precisam se atentar, ainda mais, às possíveis quebras de expectativas do que as sazonalidades dos empreendimentos de determinadas companhias.

Ao Money Times, o estrategista da RB Investimentos, Gustavo Cruz, declara que, inicialmente, a CVC, Gol e Azul são as empresas mais favorecidas pela temporada de verão. Ao mesmo passo, até o momento, estas companhias são as mais afetadas.

Na perspectiva da Genial Investimentos, a alta de casos da covid-19 e influenza prejudicam as operações de companhias aéreas nacionais. A corretora entende que o impacto do coronavírus e influenza nos voos das companhias brasileiras — mesmo que pequeno até o momento — é preocupante.

A Genial afirma que o aumento de casos pode impactar mais voos pela frente, assim como ocorreu nos Estados Unidos. A corretora possui recomendação de venda para os papéis da Gol, com preço-alvo de R$ 16. Já para a Azul, a indicação é de compra, com preço-alvo de R$ 28.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.