IPVA SP 2022: confira quais bancos possibilitam pagamento pelos canais digitais

No Estado de São Paulo (SP) os contribuintes têm mais alternativas para efetuar o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do que os meios convencionais. Alguns bancos possibilitam que os clientes mantenham a vida financeira em dia através dos canais digitais. 

IPVA SP 2022: confira quais bancos possibilitam pagamento pelos canais digitais
IPVA SP 2022: confira quais bancos possibilitam pagamento pelos canais digitais. (Imagem: FDR)

A exceção fica por conta do Banco do Brasil, Bradesco e Santander, que suspenderam os recebimentos de tributos e outras receitas estaduais nos guichês de caixa desde o final do ano de 2020.

Enquanto isso, no que compete exclusivamente ao sistema online, o Estado reúne uma lista de bancos autorizados a realizar trâmites financeiros relacionados ao IPVA. São eles:

  • Bancoob;
  • Bradesco;
  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Daycoval;
  • Itaú Unibanco;
  • Mercantil do Brasil;
  • Rendimento;
  • Safra;
  • Santander.

Esses bancos oferecem atendimentos relacionados a:

  • IPVA com Renavam e pagamento de multas;
  • IPVA com guia – GARE-IPVA para veículos novos, locadoras de veículos e outros;
  • IPVA com guia – GARE-IPVA AIIM. 

Em nota, o Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria da Fazenda e Planejamento informou que na situação dos veículos usados, o IPVA pode ser pago nas casas lotéricas ou na rede bancária autorizada, seja no guichê do caixa, autoatendimento ou internet banking. 

Se o código do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) estiver disposto junto ao Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), a baixa do imposto do veículo é imediata.

Por outro lado, na circunstância de veículos novos, locadoras de veículos AIIM e outros, a GARE-IPVA deve ser exclusivamente por este link. Neste caso, o pagamento é compensado em até três dias úteis. 

O IPVA é um tributo estadual, instituído pelas unidades federativas e pelo Distrito Federal (DF) no ano de 1986, cujo valor arrecadado é direcionado ao Tesouro Nacional. O tributo é de caráter obrigatório e o não pagamento do mesmo pode acarretar em diversos problemas ao motorista e ao proprietário do veículo.

Qualquer cidadão que possua um veículo como carro, moto, caminhão, ônibus, van ou micro-ônibus, está sujeito a esta contribuição. O montante se trata do dinheiro responsável por custear as despesas estaduais, bem como, investimentos em obras e serviços. 

O cálculo do IPVA é feito com base no preço de mercado do automóvel. O cálculo também usa como referência o valor venal do veículo, podendo variar entre 1,5% a 4%. Esta taxa é a alíquota do IPVA, e pode variar entre um estado e outro. 

Se tratando de carros usados, o valor do IPVA é estabelecido por meio do levantamento realizado pela tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). E a tabela Fipe diferencia os veículos por marca, modelo e ano de fabricação.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.