Aumento dos casos de Covid-19 volta a fazer comércios fecharem pelo mundo

A variante ômicron do coronavírus (Sars-CoV-2) está preocupando toda a comunidade internacional. Um novo recorde de casos registrados foi quebrado ontem (5). De acordo com a organização Our World in Data, foram 2,59 milhões de novos infectados em todo o mundo.

publicidade

A velocidade de transmissão da ômicron está fazendo diversos países retornarem a patamares do início de 2021, quando a vacinação ainda estava começando. Mas o número de óbitos não está seguindo o mesmo ritmo: na quarta-feira, foram 7.890, bem distante do pico registrado em 26 de janeiro do ano passado (17.442).

Os Estados Unidos também bateram seu recorde diário de novos casos, entre terça e quarta (869.187). Nos últimos três dias, a nação concentrou cerca de metade das novas infecções em todo o mundo, uma proporção inédita até aqui. Devido a isso, diversos eventos já estão sendo cancelados ou adiados, a exemplo da tradicional premiação Grammy Awards.

O presidente Joe Biden já havia anunciado novas medidas de restrição após serem registrados os primeiros casos da variante ômicron, como a exigência de testes negativos feitos um dia antes de viagens do exterior, além de incentivos à vacinação. Mas as ações não tem se mostrado eficazes, como apontam os dados nacionais da doença.

publicidade

O Reino Unido também bateu um recorde. Foram registradas 218.724 novas infecções de Covid-19 nas últimas 24 horas, maior número desde o início da pandemia no país. Mesmo assim, o primeiro-ministro Boris Johnson alegou que há “boas chances” de medidas de restrição não serem ampliadas.

Medidas de restrição ficam mais duras em alguns países

Na França, país que registrou o terceiro maior número de casos ontem (332.252, um novo recorde), a Assembleia Nacional aprovou o passaporte de vacinação que limitará o acesso a locais públicos, como bares e restaurantes, apenas aos vacinados. Já na Itália, a obrigatoriedade de vacinação para maiores de 50 anos começa a valer até 15 de junho.

No Peru foram registrados 8.687 novos casos, recorde dos últimos oito meses. Com isso, o governo local decidiu ampliar o toque de recolher noturno e limitar a lotação de ambientes fechados.

A China também vem registrando casos da variante ômicron, apesar das duras medidas de combate à pandemia que o país adota. Em Hong Kong, onde foram já registrados mais de 100 casos da nova cepa, as autoridades anunciaram a proibição de voos de oito países, cancelamento de eventos e fechamento de alguns estabelecimentos, como bares e academias.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Duas cidades chinesas estão passando por lockdown. Em Yuzhou, que tem 1,1 milhão de habitantes, a medida foi anunciada depois de 3 casos assintomáticos serem registrados. Xi’an, com 13 milhões de habitantes, está há duas semanas sob confinamento.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.