Crédito solar: conheça detalhe sobre linhas de crédito voltadas para instalação de painéis solares

Entre os meses de janeiro e outubro, o Brasil contabilizou 450 mil novas instalações de painéis fotovoltaicos e bateu 800 mil unidades consumidoras com essa forma de energia sustentável e limpa, de acordo com a Absolar, entidade do setor.

A procura pela energia solar está sendo segurada, em boa parte, pelos financiamentos. Segundo a empresa baseada em São Paulo e que estuda o mercado fotovoltaico, a Greener, cerca de 54% dos mais recentes investimentos em instalações de painéis e geração de energia solar no Brasil aconteceram através de crédito contratado em instituições financeiras.

A empresa informou ainda que as micro e pequenas empresas são responsáveis por 74% das tomadas de crédito para aquisição do sistema. Márcio Takata, CEO da companhia da Greener, diz que ainda é necessário evoluir. 

“As linhas precisam estar mais familiarizadas com a realidade para que mais gente, de todas as condições econômicas, tenham acesso ao sistema”.

Segundo os empresários do setor, a taxa que é paga nos financiamentos acaba valendo a pena por conta do aumento das tarifas cobradas pelas concessionárias de energia.

De acordo com o último IPCA-15 (Índice de Preços do Consumidor Amplo), do IBGE, a luz elétrica teve uma alta acumulada de 24,97% neste ano. A crise hídrica enfrentada em 2021 foi um dos fatores que causou este aumento.

Tiago Sarneski, da empresa Entec Solar, que trabalha com tecnologia voltada para energia solar, disse que em média, os financiamentos duram cinco anos. Depois desse período, o consumidor não tem mais nem os reajustes da conta de luz e nem os juros do financiamento”, ressalta.

Oi site InfoMoney procurou o Santander para falar sobre o assunto. O banco oferece linhas de crédito para financiar projetos sustentáveis desde 2017. Segundo o banco, já foram liberados cerca de R$4 bilhões para sistemas fotovoltaicos até o último mês de outubro.

“O aumento das buscas (por financiamento) neste ano se deu de uma maneira mais intensa entre pessoas físicas, com quatro vezes mais demanda do que no ano passado. São clientes interessados na troca da conta de energia convencional pela parcela do financiamento”, disse o Santander ao portal InfoMoney.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.