Vai um cafézinho? Camil (CAML3) assume controle de duas empresas do mercado de cafés

Nesta quarta-feira (15), a Camil Alimentos (CAML3) anunciou a aquisição de duas empresas do mercado de cafés. A Camil celebrou contrato de investimento com as mineiras Café Bom Dia e com a Agro Coffee, ambas em recuperação judicial.

O contrato prevê o ingresso da Camil como nova acionista controladora, além do aumento do capital social das Sociedades — após o cumprimento das condições previstas.

Diante dessa operação, a Camil obterá a participação de 97,71% do capital social da Café Bom Dia, por meio da integralização de aproximadamente R$ 62 milhões em aumento de capital social dessa sociedade.

A Camil também deterá participação de 90,33% do capital social da Agro Coffee, mediante a integralização de cerca de R$ 1 milhão em aumento de capital dessa sociedade.

Detalhes das empresas adquiridas pela Camil

A Café Bom Dia atua no segmento de café desde 1895. Atualmente, esta empresa detém as marcas Bom dia e Sul de Minas.

O ativo possui uma planta industrial em Varginha (MG), que será usada para operacionalizar a atuação da companhia na categoria de café com suas outras marcas — União e Seleto —, além daquelas marcas mencionadas.

Já a Agro Coffee é uma empresa que atua com o comércio, importação e exportação de café.

Estratégia adotada pela Camil

Em nota, a Camil informa que tem um histórico consistente de crescimento e aumento de participação de mercado. Isso acontece por meio de investimentos estratégicos. A companhia alega que a recente aquisição representa um importante passo para a diversificação de suas operações no país.

Esse investimento, segundo a Camil, acompanha seus objetivos estratégicos de aquisições de marcas e ativos no setor de alimentos na América Latina.

Anualmente, o mercado brasileiro de café movimenta aproximadamente R$ 10,3 bilhões. Este é o segundo maior consumidor global, atrás somente dos Estados Unidos.

No ano passado, o consumo per capita nacional foi de 4,8 quilos por pessoa. Contudo, por conta do aumento dos preços internacionais, há a estimativa de que exista algum recuo neste ano.

Além do destaque no consumo interno, o Brasil é o maior produtor e exportador de café mundial. No acumulado deste ano, a receita cambial com as exportações brasileiras de café chegou a US$ 5,4 bilhões.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.