Priorizar pagamento de boletos ou comprar presentes? Um em cada três brasileiros irá optar pelos presentes

O fim do ano é uma época que muitas pessoas gostam de dar e receber presentes. Porém, existe uma grande parcela de pessoas que mesmo não estando em condições  financeiras favoráveis irão optar por comprar presentes em vez de pagar contas. 

Com o desejo de mostrar carinho por alguém ou por pressão de amigos ou familiares, cerca de um em cada três brasileiros que irá comprar um presente está com contas atrasadas, e o mais grave, 67% delas está com nome em restrição na praça. 

Estes dados foram obtidos através de uma pesquisa realizada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) juntamente com o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e a empresa de pesquisas Offerwise.

Também é revelado pela pesquisa uma certa desatenção com o orçamento familiar no fim de ano. Isto porque 27% dos brasileiros que devem comprar presentes neste Natal, geralmente gastam uma quantia maior do que podem.

Muitos dos entrevistados tem a intenção de deixar de pagar contas para participar das comemorações de Natal (8%), comprar presentes (7%) ou participar da comemoração de ano novo (6%).

Contas que serão deixadas de lado 

A pesquisa revelou que a conta da TV por assinatura é o boleto que mais deve ficar de lado no fim de ano pelos consumidores, 24% disseram que deixarão de pagar esta conta. Em segundo lugar ficaram empatados as contas de internet e cartão de crédito com 20%. É preocupante que seja cogitado não pagar a conta do cartão em um ano que o juros rotativo atingiu mais de 340% ao ano.

Em terceiro lugar aparecem os financiamentos de carro ou moto, com 13% de pessoas dizendo que os deixando de lado para comprar presentes.

José Cesar da Costa, presidente da CNDL, aconselha que é necessário resistir aos excessos na hora de ir as compras para evitar começar um novo ano com dívidas. 

“O recomendável é não comprar por impulso e planejar as despesas de acordo com o orçamento, sempre priorizando a quitação de contas. O início do ano é sempre uma época de gastos extras como impostos e material escolar dos filhos, por exemplo. Fazer uma lista prévia do que se deseja e pesquisar preços são as atitudes mais indicadas para não extrapolar as finanças”, orientou.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.