O que a revisão cadastral do Auxílio Brasil vai verificar? Proteja seu salário!

Pontos-chave
  • Revisão cadastral pode excluir beneficiários do Auxílio Brasil;
  • As verificações serão mensais em parceria com o Dataprev;
  • Consulta sobre direito ao Auxílio Brasil poderá ser feita pelo app do programa e pelo Caixa Tem.

Os pagamentos da segunda parcela do Auxílio Brasil estão prestes a começar. Os beneficiários com NIS final 1 são os primeiros a receberem os depósitos na próxima sexta-feira, 10. Mas esta nova etapa vem com uma novidade que pode não ser vantajosa para alguns beneficiários. 

O que a revisão cadastral do Auxílio Brasil vai verificar? Proteja seu salário!
O que a revisão cadastral do Auxílio Brasil vai verificar? Proteja seu salário! (Imagem: FDR)

Isso porque, neste mês de dezembro o Governo Federal implementou o sistema de revisão cadastral, que será responsável pela atualização da lista de pagamentos a cada 30 dias.

O procedimento é semelhante ao que atuou na última rodada do auxílio emergencial, entre abril e outubro deste ano. 

Mas afinal, como esse sistema funciona na prática? O portal FDR explica para você logo abaixo!

O que é a revisão cadastral do Auxílio Brasil?

A revisão cadastral do Auxílio é o processo cujo objetivo é analisar se os beneficiários do programa cumprem todos os requisitos que os tornam elegíveis à transferência de renda. Durante a última rodada do auxílio emergencial, a revisão contou com o apoio da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev)

Em parceria com o Ministério da Cidadania, a empresa tinha acesso ao banco de dados completo do auxílio emergencial, o qual continha informações pessoais de cada cidadão inscrito no programa. Agora, o mesmo acontecerá com o Auxílio Brasil, permitindo que a análise destes dados passe a ocorrer regularmente. 

Quais dados a revisão cadastral irá verificar?

O Auxílio Brasil impôs algumas condições que devem ser cumpridas por aqueles que tiverem interesse em receber o benefício. Os critérios foram implementados justamente com o propósito de identificar e selecionar a parcela mais vulnerável da população brasileira, para então, lhes oferecer um apoio financeiro. 

Antes de mais nada, para receber o Auxílio Brasil é preciso estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) que, por si só, já possui os próprios requisitos para a inclusão no sistema social do Governo Federal.

Mas além dessa inscrição, o cidadão precisa se enquadrar nas linhas de pobreza extrema e pobreza, cujas rendas máximas por pessoa ao mês devem ser de R$ 100 e R$ 200. 

No entanto, o Auxílio Brasil vai muito além. Isso porque, ele é composto por três benefícios principais. São eles:

  • Benefício primeira infância: destinado para famílias com crianças de até 36 meses (3 anos) incompletos;
  • Benefício composição familiar: indicado para famílias que possuem alguma gestante em sua casa ou pessoas com idade entre 3 e 21 anos incompletos;
  • Benefício de superação da extrema pobreza: se mesmo com os benefícios acima, a família continuar com uma renda que é igual ou inferior ao valor da linha de extrema pobreza (ou seja, R$ 100 ou menos por pessoa) ela terá direito a receber esse benefício de acordo com o número de integrantes da família.

Isso quer dizer que, se o beneficiário descumprir qualquer um destes pontos, ele poderá ser excluído do programa. Em outras palavras, a revisão cadastral irá conferir a renda per capita familiar mensal, em qual condição de pobreza a pessoa se enquadra e a composição familiar. 

Quais serão as consequências da revisão cadastral?

A revisão cadastral do Auxílio Brasil tem o intuito de conferir se os beneficiários realmente estão de acordo com as normas do programa. Portanto, a cada etapa mensal, se for identificado que algum cidadão descumpriu as regras do programa, ele poderá ser excluído a menos que regularize a situação. 

Assim, a lista de pagamentos do Auxílio Brasil será atualizada mensalmente, permitindo que, enquanto alguns podem ser excluídos, surge a oportunidade de inclusão de tantos outros à medida que o Governo Federal ampliar o orçamento do programa. 

Consulta do Auxílio Brasil

Diante dessa notícia pode ser que surja a dúvida em muitos beneficiários sobre o direito ou não a continuar recebendo o Auxílio Brasil. Para mais esclarecimentos, é possível visualizar todas as informações sobre o recebimento do benefício pelos aplicativos Caixa Tem e do próprio Auxílio Brasil.

Este segundo é mais detalhado no quesito de status do pagamento, mostrando se já foi liberado, bloqueado ou cancelado. 

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.