Nova projeção do salário mínimo de 2022 mudam piso e teto do INSS

O salário mínimo de 2022, bem como os benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), serão reajustados em 2022. Dentre os benefícios, além da aposentadoria, tem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), auxílio-doença, entre outros.

Nova projeção do salário mínimo de 2022 mudam piso e teto do INSS
Nova projeção do salário mínimo de 2022 mudam piso e teto do INSS (Imagem: montagem/FDR)

A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia divulgou a projeção para a inflação de 2021. Segundo a divulgação, o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) deverá fechar o ano com um acumulado de 10,04%, com isso, o salário mínimo de 2022 também deve aumentar.

O Governo Federal utiliza o INPC para estabelecer o valor do reajuste do salário mínimo de 2022 e dos benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Desse modo, o percentual de 10,04% prevê um aumento de 1,64 ponto em comparação à última previsão que era de 8,4%.

Se essa porcentagem de 10,04% for mantida, o salário mínimo de 2022 passará de R$ 1.100 para R$ 1.210. Dessa maneira, o aumento será de R$ 110. Quanto ao teto do INSS o valor aumentará de R$ 6.433,57 para R$ 7.079,50.

O reajuste do salário mínimo de 2022 influência benefícios como seguro-desemprego e o abono do PIS/Pasep. Isso porque, tais benefícios consideram o piso nacional como referência para o seu pagamento.

Além disso, o valor do piso nacional também é usado como piso de aposentadorias, pensões e auxílios temporários, como o auxílio-doença da Previdência Social.

Segundo os cálculos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o INPC chegou a 11,08% no acumulado de 12 meses até o mês de outubro. Somente no estado de São Paulo, a inflação é de 11,32%.

O INPC mostra o aumento do custo de vida no Brasil neste ano de 2021. Por exemplo, em outubro de 2020, o INPC acumulado de 12 meses era de 4,77%. São 6,31 pontos percentuais a menos do que os 11,08% atualmente.

Esse índice mostra também a inflação média de vários produtos e serviços. Alguns subitens do INPC, como o grupo dos transportes subiram 17,75%, os combustíveis uma alta de 44,94%. O grupo de alimentação teve alta de 11,81%.

Entretanto, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgará no dia 11 de janeiro de 2022 o resultado da inflação medida no acumulado de janeiro a dezembro de 2021. Esse resultado será o INPC definitivo que será aplicado nos benefícios do INSS.

Observe as simulações:
Valor atual Para quanto deve ir
R$ 1.100,00

R$ 1.500,00

R$ 2.000,00

R$ 3.000,00

R$ 3.500,00

R$ 4.000,00

R$ 4.500,00

R$ 5.000,00

R$ 5.500,00

R$ 6.000,00

R$ 6.433,57

R$ 1.210,44

R$ 1.650,60

R$ 2.200,80

R$ 3.301,20

R$ 3.851,40

R$ 4.401,60

R$ 4.951,80

R$ 5.502,00

R$ 6.052,20

R$ 6.602,40

R$ 7.079,50

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.