Brasil em recessão técnica? Entenda o conceito

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)  divulgou ontem, 2, o balanço do PIB (Produto Interno Bruto) do terceiro trimestre deste ano. O resultado é que o Brasil caiu 0,1% entre os meses de julho a setembro. Com isso, juntamente após o resultado da queda de 0,4% no segundo trimestre, o país entrou em recessão técnica. Mas você sabe o que este termo significa? Entenda abaixo.

O que é recessão técnica?

Este termo significa um estado de alerta e apesar do nome, ele não quer dizer que o Brasil está em recessão de fato. Sendo assim, a recessão técnica é um alerta que sinaliza que a economia está regredindo por um longo período. O PIB vem caindo pelo segundo trimestre seguido. 

A recessão técnica pode ser considerada como uma “pré-recessão”, mas com grande possibilidade de sair desta situação. Em casos mais graves de recessão técnica, é possível lidar ainda com os sinas de uma recessão real como a alta taxa de desemprego e diminuição de produção e consumo.

Por que o país não está em recessão?

Mesmo que o Brasil esteja com números em queda na produção e no consumo, o desemprego diminuiu 1,6 ponto percentual em comparação com o segundo semestre, quando foi registrado um total de 14,1%.

Atualmente, com esta pequena melhora no índice, 12,6% de brasileiros estão sem emprego, representando cerca de 13,5 milhões de pessoas procurando uma oportunidade de trabalho.

Existem também outros setores da economia como o varejo e os serviços que registraram dos resultados em 2021. Por conta disso, mesmo com a inflação em alta, desemprego e câmbio, não podemos afirmar que o Brasil está em recessão econômica, mas sim em recessão técnica.

É importante ressaltar que esses dados do IBGE revelam ainda um crescimento de 5,7% quando comparado com o mesmo período de 2021.

Para terminar, a recessão técnica não é algo novo em nosso pais. O Brasil já passou por esta situação em momentos anteriores como em 2020, 2016, 2015 e 2009.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.