Black Friday movimentará R$ 6,1 bilhões, segundo associação

A Associação Brasileira de Shoppings Centers projeta um crescimento de 19% nas vendas durante a Black Friday 2021 em comparação com a edição do ano passado. Sendo assim, a expectativa é movimentar R$ 2,9 bilhões até o domingo, dia 28. 

publicidade

Os números do comércio pela internet também são animadores. É prevista a movimentação de um montante de R$8,5 milhões em compras, um aumento de 18% em comparação com o faturamento de 2020, de acordo com a Neotrust.

Porém, o acesso as promoções da Black Friday não abrange de forma igual todas as classes sociais. Devido a inflação acumulada de 10,25% nos últimos 12 meses, as classes C, D e E deverão fazer uma lista de prioridades com o que realmente desejam comprar, evitando a entrada com dívidas em 2022. 

Golpes também estão aumentando

O relatório da Kaspersky mostrou que nos períodos anteriores à Black Friday deste ano a quantidade de tentativas de phishing financeiro aumentaram 208% no comparativo entre setembro e outubro deste ano. Por conta disso, redobre sua atenção com seu dados nesta época.

publicidade

Cuidado com promoções irreais

De acordo com o analista de segurança sênior da Kaspersky, Fábio Assolini, o tamanho do desconto oferecido deve sempre ser observado. Preços muito abaixo do normal devem ser evitados, sempre desconfie.

“Um produto que custa R$ 800 e está por R$ 80? Mexe com o emocional, são promessas que o usuário tem que prestar atenção. Não existe magia no processo de compra e venda”, explicou Rogério Freitas, diretor de engenharia de vendas da OneSpan na América Latina, para o UOL.

Ele indica o uso de sites de busca, como Zoom, que fazem um histórico de preços dos produtos nos últimos seis meses e pode ser uma ferramenta para evitar cair em fraudes.

O profissional diz que os compradores devem observar, em especial, três fatores:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  • Se atente a todos os detalhes, que podem mostrar a falsidade do site
  • Não tenha pressa. A calma é ideal para buscar as ofertas corretas
  • Desconfie na hora da compra

“Quando você começa a desconfiar, toma mais cuidado naquilo que está efetivamente fazendo. O tempo que investimos na pesquisa é o tempo que estamos comprando nossa tranquilidade”, disse.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.