Mais de 500 mil famílias que vivem na miséria são excluídas do Auxílio Brasil

Início do Auxílio Brasil exclui milhares de brasileiros em situação de vulnerabilidade. Nessa semana, uma reportagem especial do UOL revelou que cerca de 500 mil famílias foram retiradas da folha de pagamento do Bolsa Família e do auxílio emergencial. Ambos os projetos vinham garantindo uma renda mínima para esse grupo.

Mais de 500 mil famílias que vivem na miséria são excluídas do Auxílio Brasil (Imagem: FDR)
Mais de 500 mil famílias que vivem na miséria são excluídas do Auxílio Brasil (Imagem: FDR)

A implementação do Auxílio Brasil foi positiva para alguns brasileiros, mas infelizmente nem todos os vulneráveis puderam ser contemplados.

Quando anunciou o projeto, o governo federal informou que haveriam 17 milhões de inscritos, no entanto a realidade é que nesse momento 14,5 milhões de famílias têm acesso ao programa. Todos vindos automaticamente do Bolsa Família.

Exclusão dos vulneráveis pelo Auxílio Brasil

Para selecionar os beneficiários, o ministério da cidadania realizou uma triagem na base de dados do Cadastro Único. Na plataforma há todas as informações sobre a população sem renda mínima, de modo que a mesmo passe a integrar os projetos federais para ter acesso aos direitos básicos.

Segundo dados do próprio governo federal, nesse momento o país tem cerca de 15,6 milhões de famílias em situação de extrema pobreza. Isso implica dizer que ao menos 500 mil brasileiros estão vivendo com uma renda inferior a R$ 89/per capita por mês.

Além dos extremamente vulneráveis, o projeto deveria também atender quem estivesse desempregado, mas não necessariamente passando fome. No entanto, até o momento não houve a inserção desse grupo.

É válido ressaltar que quando anunciou o Auxílio Brasil, o governo federal garantiu que os beneficiários do auxilio emergencial fariam parte do pagamento. A realidade é que dos mais de 40 milhões de contemplados, nem ao menos 2 milhões puderam se manter com acesso a uma mensalidade pública.

Regras do Auxílio Brasil

  • Ter renda familiar per capita de até R$ 89; ou
  • Ter renda familiar per capita de até R$ 178 (no caso de famílias que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e/ou adolescentes até 17 anos);
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • Estar com dados atualizados no CadÚnico há, pelo menos, dois anos.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil

  • Famílias em condição de extrema pobreza (renda mensal de até R$ 89 por pessoa, segundo o padrão atual do governo)
  • Famílias em condição de pobreza (renda mensal entre R$ 89 e R$ 178 por pessoa, segundo o padrão atual do governo) com gestantes ou pessoas com idade até 21 anos

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.