IPTU 2022 de Campo Grande ficará sem reajuste após novo decreto

Na próxima quarta-feira, 24, a Prefeitura de Campo Grande dará início à distribuição de carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2022. O vencimento está previsto para o dia 10 de fevereiro do ano que vem, segundo a assessoria de imprensa da administração municipal. 

IPTU 2022 de Campo Grande ficará sem reajuste após novo decreto
IPTU 2022 de Campo Grande ficará sem reajuste após novo decreto. (Imagem: FDR)

A cidade também decidiu manter as normas que dispõem sobre o pagamento do IPTU 2022 da mesma maneira como aconteceu no ano passado. Isso quer dizer que os contribuintes que efetuarem o pagamento do valor integral à vista até o dia 10 de janeiro de 2022 terão um desconto de 20%. Se o pagamento, também à vista, acontecer até o dia 10 de fevereiro, o desconto será de 10%.

No entanto, na opção do parcelamento em até 10 meses, o vencimento da primeira parcela está marcado para o dia 10 de fevereiro do ano que vem. O parcelamento conta com um desconto de 5% caso seja pago até a data de vencimento.

Vale mencionar que, logo após anunciar o reajuste de 10,5% no IPTU 2022, a Prefeitura de Campo Grande voltou atrás na decisão de alterar a alíquota.

A administração municipal alegou que o congelamento do valor do IPTU ocorreu em virtude da redução do poder econômico da população local em meio aos efeitos contínuos da pandemia da Covid-19.

Desde meados de março de 2020 os comerciantes enfrentam dificuldades financeiras que eventualmente têm altos e baixos nos últimos meses, impedindo a regularização consolidada desta situação. 

Esses mesmos impactos possibilitaram ao Executivo municipal, a promoção de um aumento de apenas 5% no salário mínimo. A pandemia também foi a justificativa apresentada perante a decisão de não atualizar o valor do IPTU 2022.

Ao mesmo tempo, a cidade identificou um grande número de inadimplentes, que já chega a um terço da população local. 

A decisão foi publicada no Diário Oficial do município, por meio de um decreto no dia 4 de novembro. O reajuste mencionado previa uma variação acumulada do Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E), entre o período de outubro de 2020 a setembro de 2021.

Segundo o secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian, no ano passado, a Prefeitura de Campo Grande conseguiu arrecadar cerca de R$ 458 milhões em IPTU.

Enquanto isso, a arrecadação de 2021 chegou a R$ 499 milhões até o mês de outubro. Por hora, ainda não foi feita nenhuma previsão para 2022.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.