Não recebeu o Auxílio Brasil? Veja porque você pode ter sido excluído do programa

No último dia 17 o governo federal começou a realizar o pagamento do Auxílio Brasil para todos aqueles que estavam no Bolsa Família. Se você não recebeu, saiba aqui o que pode ter te excluído do novo programa.

Não recebeu o Auxílio Brasil? Veja porque você pode ter sido excluído do programa
Não recebeu o Auxílio Brasil? Veja porque você pode ter sido excluído do programa (Foto: FDR)

O Auxílio Brasil vai substituir o programa de transferência de Renda Bolsa Família, que ajudava famílias em situação de pobreza e extrema pobreza desde 2003. 

O que pode ter tirado você do pagamento do Auxílio Brasil?

Uma das situações que pode ter te retirado dos pagamentos é a falta de atualização do seu cadastro no CadÚnico. Isso pois, aqueles que não atualizam os dados são excluídos do programa após quatro anos.

Outro ponto que pode influenciar na exclusão da família do no programa é que a família não pode receber mais que meio salário mínimo, ou seja, R$ 550 em 2021 e renda mensal total de três salários mínimos, ou seja, R$ 3.300 em 2021. 

Ter iniciado um emprego formal, estar recebendo alguma outra pensão do governo, ou ter se formalizado como micro empreendedor, também são situações que cancelam seu salário no Auxílio Brasil. 

Como receber?

É necessário ficar atento já que todos os meses o Ministério da Cidadania vai selecionar novos beneficiários para o programa, mas o responsável pela família precisa estar com os dados atualizados no Cadastro Único.

Como saber que fui selecionado?

As famílias que forem selecionadas serão avisadas oficialmente mês a mês. A gestão do Cadastro Único não é garantia do pagamento automático do auxílio do Brasil, isso significa que a família só receberá se estiver incluída numa lista de reserva, que vai ser executada à medida que o governo tenha recurso no orçamento. 

Informações do CadÚnico

As informações do CadÚnico, devem ser atualizadas a cada dois anos mesmo que não haja mudança de dados. Caso haja alteração na família, na renda ou na documentação do responsável familiar, a atualização deve ser feito o mais rápido possível.

O procedimento deve ser feito presencialmente no CAS (Centro de Atendimento de Referência Social) ou em postos de atendimento do Cadastro Único ou do antigo Programa Bolsa Família.

Algumas prefeituras oferecem meios eletrônicos para atualização dos dados. Quem não atualiza as informações por mais de quatro anos é excluído do cadastro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.