Estados têm filas extensas de pessoas buscando Auxílio Brasil no CadÚnico

Pontos-chave
  • Unidades do CRAS abrigam extensas filas nos últimos dias;
  • CadÚnico é o meio de inserção no Auxílio Brasil;
  • A partir deste mês, o Auxílio Brasil será o substituto do Bolsa Família.

A proximidade do pagamento da primeira parcela do Auxílio Brasil tem levado muitas pessoas a se mobilizarem pela inclusão no Cadastro Único (CadÚnico). Segundo informações do Ministério da Cidadania, este será o meio de inclusão no programa substituto do Bolsa Família

Salvador e Recife têm filas extensas de pessoas buscando Auxílio Brasil no CadÚnico
Estados têm filas extensas de pessoas buscando Auxílio Brasil no CadÚnico. (Imagem: FDR)

A pressa se deve ao fato de um calendário pré-definido que parte do dia 17 de novembro e vai até o dia 30 do mesmo mês. Embora não seja um cronograma oficial, já se tornou o causador de preocupação em muitos brasileiros que temem o futuro da situação financeira pós auxílio emergencial. 

Por esta razão, os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) do Salvador e Recife têm amanhecido lotados com extensas filas formadas por pessoas com o propósito de serem incluídas no Auxílio Brasil.

O CRAS é o departamento criado para fazer a captação dos dados referentes a pessoas de baixa renda em situação de vulnerabilidade social.

O CRAS está situado no âmbito municipal, e normalmente possui uma unidade para cada região da cidade. Ainda assim, a busca é tamanha que mesmo diante de tantos postos, todos eles estão tumultuados nos últimos dias. Veja a situação nos principais estados nortistas nos últimos dias. 

Bahia 

Na capital baiana, Salvador, as filas nos postos de recadastramento do CadÚnico foram registradas na manhã desta sexta-feira, 5. O tumulto foi identificado no bairro de São João do Cabrito, que atende a população do Subúrbio Ferroviário. 

Nesta sexta-feira, 5, o atendimento teve início às 07h da manhã, mas a fila já estava formada por diversas pessoas que formavam a fila ainda na noite de ontem. Devido à aglomeração causada, muitos moradores locais incomodados fizeram uma denúncia que também foi direcionada à venda de senha para a permanência na fila. 

Maranhão

Em São Luís, capital do Maranhão, as longas filas já se prolongam durante vários dias nas unidades do CRAS. Os próprios beneficiários relataram o tumulto nas filas causado por pessoas na espera pela distribuição de senhas, que se limitaram a 30 por dia. 

Pará

Enquanto isso, na região metropolitana de Belém, futuros beneficiários do Auxílio Brasil também esperavam na fila para a inclusão no CadÚnico ou atualização dos dados cadastrais. Na unidade do CRAS situada no bairro Guamá, na capital, foi identificada uma confusão. O problema foi causado por pessoas que reclamaram da falta de senhas em meio à aglomeração. Em Ananindeua, os cidadãos permaneceram na fila por até 12 horas.

Pernambuco

Já na Grande Recife foi possível encontrar um cenário cômico, com pessoas jogando dominó enquanto outras dormiam na rua. Tudo isso em virtude do desespero pela inclusão no Auxílio Brasil. Entretanto, algumas pessoas se aproveitaram da situação ao vender senhas para garantir os primeiros lugares no atendimento.

Há relatos de quem tenha chegado na unidade de recadastramento do CadÚnico às 17h da última quinta-feira, 4. Na unidade do CRAS de Jaboatão dos Guararapes, situado no bairro de Cavaleiro, estavam as mencionadas pessoas jogando dominó para passar a madrugada enquanto esperavam o dia amanhecer e os atendimentos começarem. Algumas pessoas se arriscaram levando colchões para tornar a espera menos dura.

CadÚnico

O CadÚnico permite a inclusão de cidadãos de baixa renda que apresentarem uma renda mensal per capita de até meio salário mínimo, R$ 550, ou uma renda familiar mensal de até três salários mínimos, R$ 3.300. A inscrição deve ser feita, de preferência, por uma mulher com idade mínima de 16 anos. 

É importante deixar claro que é feita somente uma inscrição para toda a família, motivo pelo qual é necessário eleger um representante para o grupo familiar. Essa pessoa deve se dirigir ao CRAS mais próximo com os seguintes documentos para a inclusão do Auxílio Brasil

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Comprovante de residência [água ou luz] dos últimos três meses. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.