Prefeitura de Belo Horizonte autoriza 13° salário integral em novembro

A Prefeitura de Belo Horizonte vai antecipou para o dia 26 de novembro o pagamento integral do 13° salário de 69,3 mil servidores celetistas e estatutários. Desse quantitativo, 49,4 mil funcionários são agentes públicos ativos e 19,9 mil aposentados e pensionistas.

Prefeitura de Belo Horizonte autoriza 13° salário integral em novembro
Prefeitura de Belo Horizonte autoriza 13° salário integral em novembro (Imagem: montagem/FDR)

O pagamento do 13° salário foi antecipado no município de Belo Horizonte, com o intuito de injetar na economia da cidade mais de R$ 270 milhões. Com isso, o comércio da capital poderá aproveitar as festividades para retomar o crescimento.

O pagamento antecipado do 13° salário é resultado da eficiência na gestão, da austeridade e da transparência nas contas públicas, afirmou o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, André Reis.

Segundo Reis, o 13° salário foi pago antes da data prevista “ocorreu sem o comprometimento de ações efetivas de assistência em saúde e em assistência social à população, obras e demais políticas na cidade”, afirmou o secretário.

É importante destacar que o pagamento do abono natalino foi integral e beneficiou 69,3 mil servidores celetistas e estatutários de Belo Horizonte. O pagamento foi efetivado na última terça-feira (26).

O pagamento não foi apenas para os servidores, mas também aposentados e pensionistas. Segundo dados da Prefeitura de Belo Horizonte, 49,4 mil funcionários que receberam o 13° salário são agentes públicos ativos e 19,9 mil aposentados e pensionistas.

No ano passado, o abono natalino também foi pago integralmente, porém, no dia 10 de dezembro para todos os estatutários. Já os empregados celetistas o pagamento do 13º salário de 2020 aconteceu em duas parcelas.

Dessa maneira, a primeira parcela do 13º foi pago no dia 30 de novembro, e a segunda em 10 de dezembro. Essa forma de pagamento segue o que é definido na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio do secretário André Reis, declarou que a capital vem sofrendo adversidades nos últimos dois anos, com gastos extraordinários devido à pandemia e das fortes chuvas.

Para piorar a situação, os repasses dos governos estadual e federal para custear essas despesas foram insuficientes diante de tanta necessidade da população. Mesmo assim, a Prefeitura conseguiu se manter em equilíbrio fiscal e honrar o compromisso com seus servidores pagando salários até o quinto dia útil do mês.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.