Novas regras da prova de vida do INSS a partir de janeiro de 2022

O novo calendário da prova de vida do INSS deve ter início a partir de janeiro de 2022. A obrigatoriedade da prova segue suspensa até dezembro de 2021, entretanto, com o fim da suspensão os beneficiários devem seguir o novo funcionamento.

Novo funcionamento da prova de vida do INSS a partir de janeiro de 2022
Novo funcionamento da prova de vida do INSS a partir de janeiro de 2022 (Foto: FDR)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) determina que a partir do próximo ano a prova de vida deve ser realizada no mês do aniversário do segurado.

A prova de vida é um procedimento de comprovação de que os segurados estão vivos para evitar fraudes, sendo obrigatório para aposentados e pensionistas que recebem benefícios por meio de conta corrente, cartão magnético ou poupança.

Suspensão durante a pandemia

Durante a pandemia, a obrigatoriedade da prova de vida foi suspensa, sendo retomada apenas em junho de 2021. Entretanto, a obrigação de realizar a prova voltou a ser suspensa de outubro e deve seguir até dezembro.

De acordo com o INSS, apesar de não ser obrigatória durante esse período, a prova de vida ainda pode ser feita.

Quem não realizou a prova de vida desde novembro de 2020 deve provar até janeiro de 2022 para não ter o benefício suspenso.

Prova de vida 2022

A prova de vida do ano de 2022 passa agora a acontecer no mês do aniversário do segurado. Aquele que perder o prazo deve ter o benefício suspenso. 

A portaria determina que as instituições financeiras têm como obrigação auxiliar o segurado com idade igual ou superior a 80 anos e/ou com dificuldade de locomoção para que se evite seu deslocamento até uma agência bancária.

O bloqueio deve seguir até que o beneficiário realize a prova de vida. O benefício é suspenso após o segundo bloqueio e só deve ser cessado após seis meses de suspensão.

Como realizar prova de vida

Para fazer a prova de vida o beneficiário pode ir até o banco onde recebe o pagamento do seguro portando CPF e documento com foto. Aposentados e pensionistas que possuírem biometria devem usar em qualquer caixa eletrônico para fazer a prova.

Alguns bancos entendem transações como prova de vida, bem como a retirada de extrato no caixa eletrônico. 

O INSS permite ainda que em casos especiais, a prova de vida seja realizada em domicílio. Um funcionário do órgão deve ir à casa do segurado que não pode se locomover e/ou dos segurados maiores de 80 anos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!