Campinas registra queda significativa nos pedidos de seguro desemprego

O município de Campinas, São Paulo, registrou no mês de setembro o menor número de pedidos de seguro desemprego desde março do ano passado. De acordo com os dados apresentados pelo Ministério da Economia, a cidade contabilizou 5.557 solicitações do auxílio.

Campinas registra queda significativa nos pedidos de seguro desemprego
Campinas registra queda significativa nos pedidos de seguro desemprego (Imagem: montagem/FDR)

Em Campinas o número de pedidos do seguro desemprego foi o menor dos últimos 18 meses. A pior situação do município foi registrada abril e julho de 2020, durante a primeira onda da pandemia de Covid-19.

Na época, foram registrados 10 mil pedidos do seguro desemprego por mês. Em setembro deste ano foram registradas 5.557 solicitações do auxílio, ficando abaixo apenas dos 5.654 pedidos processados no primeiro mês da pandemia da Covid-19 em 2020.

Após o pico de pedidos entre abril e julho, os pedidos começaram a diminuir, voltando a subir em janeiro desde ano, devido á segunda onda da pandemia de Covid-19. Porém, com a retomada das atividades econômicas, as solicitações começaram a cair gradativamente.

Esse cenário é resultado do avanço da vacinação e da melhora dos números da pandemia, como casos, internações e óbitos. Diante disso, a economia voltou a funcionar com o retorno gradual dos setores que puderam abrir e contratar os trabalhadores.

Campinas fechou o mês de agosto com saldo positivo na geração de empregos, após a crise da pandemia. Foram registradas 3.229 vagas de trabalho, segundo o balanço divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Muitos proprietários de empresas e comércios relataram que durante a pandemia foi preciso reduzir o número de funcionários, devido à queda nas vendas. Porém, com a retomada das atividades econômicas foi possível contratar mais colaboradores.

Ainda o funcionamento não está totalmente completo, mas é esperado que até o fim do ano, com as festividades do Natal e Ano Novo, novas vagas possam ser disponibilizadas. Porém, isso dependerá da continuação da vacinação no país e dos números da pandemia controlados.

Segundo o consultor financeiro Ricardo Hiraki, a redução no número de pedidos de seguro desemprego é um sinal positivo sobre o estado da economia brasileira. “É um bom sinal, principalmente quando começa a se direcionar para o final do ano. É um sinal de que a economia tem se movimentado”, avalia.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.