João Roma anuncia valor do Auxílio Brasil e confirma número de beneficiados

Governo federal libera novos informes sobre o Auxílio Brasil. Na última semana, o ministro da cidadania, João Roma, deu uma entrevista falando sobre o futuro social do país. De acordo com ele, já foram definidos os valores e números dos contemplados com o novo Bolsa Família.

João Roma anuncia valor do Auxílio Brasil e confirma número de beneficiados (Imagem: FDR)
João Roma anuncia valor do Auxílio Brasil e confirma número de beneficiados (Imagem: FDR)

O Auxílio Brasil deve ser implementado pelo governo federal a partir de novembro. Segundo o chefe da pasta, cerca de 17 milhões de pessoas deverão ser beneficiadas com mensalidades de R$ 300. A primeira parcela a ser paga está prevista para o mês de novembro.

“O Auxílio Brasil representa evolução no conceito de transferência de renda e de assistência às famílias em condição de vulnerabilidade. Com essa medida, o governo federal integra várias políticas públicas, de assistência social, saúde, educação e emprego”, disse João Roma.

De acordo com o ministro, a principal novidade proposta pelo projeto é a possibilidade de emancipar os beneficiários. A ideia é que a população seja contemplada com as mensalidades, mas ainda assim tenha oportunidades no mercado de trabalho para futuramente não depender mais do estado.

“Ao mesmo tempo em que garante uma renda básica às pessoas que estão na faixa de pobreza e extrema pobreza, oferece ferramentas para emancipação socioeconômica. Estamos falando aqui de inserção no mercado de trabalho e de autonomia na conquista da qualidade de vida”, pontuou Roma.

“O presidente Jair Bolsonaro está agindo de maneira antecipada para proteger as famílias no pós-Auxílio Emergencial e apoiá-las na superação da pobreza e extrema pobreza. O Auxílio Brasil é um passo adiante do Bolsa Família. Amplia a abrangência das ações, simplifica a cesta de benefícios e oferece ferramentas para o cidadão ganhar qualidade de vida e autonomia”, encerrou o ministro.

Quem poderá se beneficiar com o auxílio Brasil?

  • Famílias com renda mensal por pessoa até RS$ 89: classificação de extrema pobreza;
  • Famílias com renda mensal por pessoa entre RS$ 89,01 e RS$ 178: classificação de pobreza.

Como solicitar o cadastramento?

O governo ainda não detalhou o processo de entrada dos segurados, mas já afirmou que todos precisam obrigatoriamente estar inscritos no Cadastro Único. Para isso é preciso reunir os seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.