Conta de luz mais barata? Bolsonaro quer mudanças na cobrança; entenda

Nesta quinta, 14, Jair Bolsonaro disse que vai determinar que o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) faça a atual bandeira tarifária voltar ao normal. A bandeira aplicada atualmente tem encarecido a conta de luz dos consumidores.

Em um evento realizado pela igreja evangélica Comunidade das Nações, o presidente comemorou a chuva que caiu em algumas partes do Brasil.

“Meu bom Deus nos ajudou agora com chuva. Estávamos na iminência de um colapso. Não podíamos transmitir pânico na sociedade. Dói a gente autorizar ao ministro Bento, das Minas e Energia, decretar a bandeira vermelha. Dói no coração, sabemos da dificuldade da energia elétrica. Vou pedir para ele, pedir não, determinar, que volte a bandeira ao normal a partir do mês que vem”, disse.

Novamente Bolsonaro promete algo que não está sob seu controle. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) é o órgão encarregado de determinar as bandeiras tarifárias do pais, porém, neste caso de bandeira de escassez hídrica criada em 2021 contra a crise hídrica, a decisão é da Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (Creg), que é presidida por Albuquerque. 

Bolsonaro se referiu a modalidade vermelha, mas, a bandeira que atualmente está vigorando no país é a da escassez hídrica. Ela foi criada no mês de agosto, em meio ao cenário de baixa dos reservatórios e de um possível racionamento.

Com um custo de R$ 14,20 a cada 100 kWh (quilowatt-hora) a bandeira tem previsão de ficar em vigor até o mês de abril do ano que vem. 

A maior crise hídrica que o Brasil enfrenta nos últimos 91 anos, fez as hidrelétricas perderem espaço na oferta, ao passo que o governo teve que acionar térmicas, que gera energia mais cara. 

As bandeiras na conta são verde, amarela e vermelha e servem para indicar a necessidade de redução no uso de energia.

Bolsonaro tem perdido popularidade de forma acentuada em meio a medidas contra a pandemia e da degradação da economia.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.