Banco Mundial faz previsão animadora sobre PIB do Brasil em 2021

Nesta quarta-feira (6), o Banco Mundial divulgou uma projeção de aumento para o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano. Por outro lado, há a redução da expectativa para o ano que vem. Para o PIB do Brasil em 2021, a expectativa é de aumento de 5,3%.

Banco Mundial faz previsão animadora sobre PIB do Brasil em 2021
Banco Mundial faz previsão animadora sobre PIB do Brasil em 2021 (Imagem: Reprodução/Valor Econômico)

Ao considerar o mesmo relatório de abril, o Banco Mundial estimava que o PIB brasileiro tivesse um aumento de 3,0% neste ano. Para 2022, na comparação entre os dois relatórios, houve uma redução na estimativa. A projeção caiu de 2,5% para 1,7%.

O economista-chefe do Banco Mundial para a América Latina e Caribe, William Maloney, a economia do Brasil melhorou muito. Ele ainda lembrou que, no ano passado, a atividade econômica nacional recuou 4,1%.

De qualquer modo, o economista-chefe ressalta que a região, de modo geral, já não contava com um bom desempenho antes da crise. Ele destaca que as incertezas políticas possuem capacidade de afetar os investimentos. Como resultado, o crescimento econômico pode ser afetado.

Previsão para o PIB do Brasil em 2021 está abaixo da média para a América Latina e Caribe

Ao comparar com América Latina e Caribe, a projeção do Banco Mundial para o Brasil está abaixo. De acordo com o relatório, a região deve ter aumento de 6,3% em 2021. Já para 2022, a estimativa é de alta de 2,8%.

Conforme a instituição, a região se encontra em um ritmo de recuperação mais lento do que o projetado. O documento aponta que a pandemia de covid-19 causou marcas na economia e na sociedade. O Banco Mundial entende que esse impacto levará anos para ser superado.

A entidade reforça o “custo social devastador” da pandemia. Com exceção do Brasil, os índices de pobreza — considerando a renda domiciliar per capita de até US$ 5,50 por dia — subiram de 24% para 26,7%.

Na retomada da região, o Banco Mundial cita alguns desafios:

  • Recorrência do vírus da covid-19;
  • projeção de diminuição na liquidez mundial para controlar a inflação;
  • altos níveis de endividamento e a falta de clareza acerca da solidez do setor bancário;
  • Elevação da dívida pública; e
  • Déficits orçamentários crescentes.

O relatório do Banco Mundial se chama “Recuperação do crescimento – Reconstruindo economias dinâmicas pós COVID-19 em meio a restrições orçamentárias”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA