Evite brigas por dinheiro! Veja dicas financeiras para casais organizarem o orçamento

É muito bom quando o casal consegue dialogar sobre a vida financeira e fazer planos juntos. Mas independente do tipo ou da etapa de relacionamento, ainda existem muitos casais que esbarram no tabu de não falar abertamente sobre sonhos e orçamento financeiro.

Evite brigas por dinheiro! Veja dicas financeiras para casais organizarem o orçamento
Evite brigas por dinheiro! Veja dicas financeiras para casais organizarem o orçamento (Foto: Getty Images)

Se você enfrenta desafios em seu casamento para manter o orçamento sob controle comece assumindo a responsabilidade pela mudança que você quer ver. Buscando conhecer as estratégias certas para organizar as finanças, sair das dívidas, aumentar a renda e planejar a realização dos sonhos.

A sua missão é ser um influenciador no seu lar. Não seja inconveniente nem fique cobrando, reclamando e culpando seu cônjuge, mas busque motivá-lo. Para escolher a melhor forma de dividir as despesas é preciso investir em um diálogo franco. 

Falar sobre dinheiro é sempre um assunto que as pessoas gostam de evitar, porém essa é a melhor maneira de eliminar as brigas a respeito do tema. Demonstre interesse genuíno pelos sonhos e aspirações do seu companheiro ou companheira.

Transforme os sonhos da pessoa que você ama em metas e busque criar um planejamento financeiro, mesmo que seja de longo prazo, para concretizá-los. Mostre que você se importa com o que é importante para ele ou para ela. 

Como organizar o orçamento financeiro do casal

Para organizar um orçamento, leve em consideração os seguintes aspectos:

  • quanto cada um ganha;
  • quais são as despesas comuns do casal;
  • quais são as metas de investimento em conjunto.

O casal deve montar seu orçamento da forma que melhor se adeque ao perfil de ambos. Não há uma regra exata, tendo em vista que cada pessoa e cada relacionamento são de um jeito diferente. 

A conta conjunta é uma opção para casais que acreditam que, independentemente do tipo de despesa, se partilhada ou individual, o valor deve sair de um mesmo fundo.

Dessa maneira, ambos têm controle sobre os gastos do outro, além de acesso ilimitado ao saldo depositado.

O modelo de divisão proporcional é o modelo em que cada cônjuge contribui proporcionalmente para os gastos com moradia, luz, água, alimentação, entre outros. As compras individuais não são partilhadas, logo, ambos têm liberdade para fazê-las como bem entenderem. 

Na prática, se um ganha R$ 6 mil e o outro R$ 4 mil, quem recebe mais fica responsável por mais contas, proporcionalmente ao valor do salário. Ou seja, um contribuirá na proporção de 60% e o outro na proporção de 40%. 

Nesse caso, é possível que o casal mantenha uma terceira conta especificamente para os gastos da família, para a reserva de emergência e para os investimentos que irão garantir a realização dos objetivos em comum.

Desta forma, cada um irá depositar mensalmente valores respectivos de cada contribuição e um dos cônjuges poderá ser o responsável pela realização dos pagamentos e investimentos.

O compromisso de cada membro com o modelo escolhido é fundamental! É importante definir um plano com regras claras e objetivas para que os interesses estejam alinhados e todos os planos sejam bem sucedidos.

Não fique controlando excessivamente os gastos do outro, nem tome decisões independentes e levianas, sem priorizar o diálogo e a opinião do seu marido ou esposa.

A parceria na administração financeira é fundamental. Os conflitos financeiros são a segunda maior causa de divórcio, mas com alinhamento de expectativas, planejamento e diálogo franco, seu casamento pode ficar de fora dessas estatísticas. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Karem Ochsendorf
Formada em Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações, e graduanda em Filosofia. Atualmente, trabalha como Educadora Financeira com mais de 10 anos de experiência no mercado. No FDR, possui sua própria coluna com dicas e orientações sobre como lidar com as finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA