Preço do bitcoin tem nova estabilidade após queda dos últimos dias

Após queda nos últimos dias, o preço do bitcoin apresentou sinais de recuperação. Na manhã de terça-feira (21), o valor da criptomoeda se estabilizou no nível de suporte na faixa de US$ 40 mil a US$ 42 mil, de acordo com o CoinDesk.

Preço do bitcoin tem nova estabilidade após queda dos últimos dias
Preço do bitcoin tem nova estabilidade após queda dos últimos dias (Imagem: André François McKenzie/Unsplash)

Conforme indicadores técnicos, a criptomoeda esteve sobrevendida no gráfico diário — com a possibilidade de encorajar uma nova tendência de aumento até a resistência de US$ 47 mil. Na manhã de terça-feira (21), o bitcoin se manteve na mesma faixa de preços nas 24 horas anteriores.

De qualquer modo, o diretor de operações da Stack Funds, Matthew Dibb, afirma que o momento ainda demanda cautela. Antes de passar pelos próximos dias, ele entende que não se pode ter uma visão muito positiva.

Antes de tomar quaisquer decisões, o diretor recomenda aguardar um movimento de maior definição no mercado. Ele ressalta que efeitos inesperados podem acontecer.

Hoje, 22, de acordo com a cotação atual da criptomoeda, o valor do bitcoin equivale a R$ 224.275,17.

Preço do bitcoin havia chegado ao mínimo de US$ 40 mil nesta segunda (20)

Na noite desta segunda-feira (20), segundo investidores que venderam ativos, via Tecnoblog, o bitcoin atingiu o preço mínimo de US$ 40 mi. Esse cenário de resultados negativos já havia sido presenciado nos dias anteriores.

O resultado adverso acompanhou a queda do mercado de ações dos Estados Unidos e a piora da crise no conglomerado chinês Evergrande. Com risco de falência, a companhia de imobiliário tem buscado administrar suas dívidas. Os débitos ultrapassam a marca de US$ 300 milhões.

Conforme especialistas ouvidos pela CNBC, a grande quantidade de dinheiro emprestado por companhias da China é considerada uma ameaça à estabilidade do mercado.

Outro fator que acompanhou o resultado adverso foram as incertezas políticas regulatórias relacionadas às criptomoedas nos Estados Unidos.

Legisladores americanos sugeriram novos impostos sobre ativos digitais na primeira metade de setembro. Já os senadores têm exigido diretrizes da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) para regrar o mercado.

Na contramão da situação atual, na primeira quinzena de setembro, de acordo com o índice de preços CoinDesk, o bitcoin estava na casa dos US$ 48 mil — o que representava uma tendência de valorização desde agosto.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA