Empresa não pagou seu FGTS? Saiba quais providências tomar

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um direito do trabalhador com carteira assinada, que deve ser depositado pela empresa em que ele é contratado. Se não teve o seu pagamento realizado, saiba aqui quais as providências que precisa tomar.

Empresa não pagou seu FGTS? Saiba quais providências tomar
Empresa não pagou seu FGTS? Saiba quais providências tomar (Imagem: Reprodução / Diário do Nordeste)

A empresa é obrigada a depositar todos os meses o FGTS para os seus funcionários. O valor correspondente é de 8% do salário e deve estar vinculado a uma conta do fundo de garantia. 

O que fazer se o seu FGTS não estiver sendo pago?

Por meio do extrato, o trabalhador pode ver se os depósitos estão sendo realizados. Esteja atento às datas de depósitos e compare com o período em que trabalhou em cada uma das empresas. Se encontrar divergências você deve:

  • Entrar em contato com a empresa e busque um acordo para regularizar a situação; 
  • Se a empresa recusar o acordo, denuncie-a junto ao Ministério do Trabalho; 
  • Vá à Superintendência Regional do Trabalho com o extrato da conta vinculada para comprovar as falhas;  
  • Outra forma de resolver a situação é procurar o sindicato da sua categoria ou o Ministério Público do Trabalho; 

Se a empresa tiver falido ou não existir mais, é preciso entrar com uma ação na Justiça do Trabalho para requerer o pagamento devido pelo empregador.

Como consultar o saldo do FGTS?

  • Cadastre-se no site da Caixa. Será preciso o número do seu NIS (PIS / PASEP) e uma senha e veja o extrato na opção FGTS; 
  • Outra forma, também é possível baixar o aplicativo FGTS, disponível para iOS, Android e Windows Phone, e acompanhar seu extrato; 
  • O extrato do FGTS também pode ser enviado por SMS. Faça o cadastro no site da Caixa e receba mensalmente pelo celular; 
  • Também é possível verificar nas agências da Caixa Econômica Federal

Quem pode sacar o FGTS?

Apenas em algumas situações é possível o empregado sacar integralmente o valor depositado pela empresa, são elas:

  • Trabalhadores demitidos sem justa causa.
  • Trabalhadores demitidos por acordo mútuo, ocasião em que poderão sacar 80% do saldo FGTS e terá direito a 20% da multa.
  • Trabalhadores habitantes de áreas atingidas por desastre natural, em seja reconhecida situação de emergência ou de estado de calamidade pública pelo Governo Federal;
  • Em caso de doença grave, o trabalhador que é portador ou possuir dependente portador do vírus HIV ou neoplasia maligna (câncer);
  • Aposentados, inclusive por invalidez;
  • Desempregado por um período de 3 anos;
  • Para aquisição de imóvel, caso o trabalhador possua mais de 36 meses de contribuição.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 4

Empresa não pagou seu FGTS? Saiba quais providências tomar

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA