Salário mínimo ideal para manter família brasileira é de R$ 5,4 mil, diz pesquisa

Nessa semana, o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), liberou um novo estudo onde revela que o salário mínimo previsto para 2022 é completamente insuficiente para manter os direitos básicos da população. O valor apontado pela equipe econômica federal é de R$ 1.169, sendo o necessário com base na atual inflação ser R$ 5,4 mil.

Salário mínimo ideal para manter família brasileira é de R$ 5,4 mil, diz pesquisa (Imagem: Reprodução/R7)
Salário mínimo ideal para manter família brasileira é de R$ 5,4 mil, diz pesquisa (Imagem: Reprodução/R7)

Manter as contas em dia e por comida na mesa tem sido uma questão cada vez mais difícil no Brasil. Atualmente a cesta básica está sendo comercializada por R$ 1 mil, o botijão de gás passou a custa R$ 100 e a gasolina está em R$ 7.

Com isso, o atual salário mínimo está cinco vezes menor que o necessário para sustentar uma família de até quatro pessoas.

Levantamentos do Dieese revelam necessidade de reajuste

Diante do atual cenário de cline, com a inflação em aproximadamente 7,46%, o Dieese foi contabilizar quanto custa o sustento de uma família brasileira. Para ter acesso aos direitos básicos, relacionados a moradia, saúde, alimentação e educação, é preciso que o cidadão tenha uma renda de R$ 5,4 mil.

Porém, o valor é cinco vezes menor que a atual quantia ofertada, de R$ 1.100. Com isso, não tem sido possível manter a dignidade de milhares de famílias que recentemente vêm se submetendo a encarar filas longas em supermercados para comprar ossos em substituição a carne e até mesmo ao ovo.

O que diz o governo federal?

Enquanto a imprensa e demais instituições emitem alertas sobre o atual cenário de crise brasileira, o governo do presidente Jair Bolsonaro negligencia totalmente a situação.

No ato realizado nesse 7 de setembro, o chefe de estado não mencionou nenhuma das pautas acima, tendo seu discurso com foco em ameaças ao Supremo Tribunal Federal e demais representações legais.

Já o Ministro da Economia, Paulo Guedes, nega que a população venha sofrendo com os desdobramentos da inflação. Para ele, trata-se de um cenário de ajustes para garantir o desenvolvimento econômico a longo prazo do país.

Até o momento os governadores e prefeitos, fortemente criticados por Bolsonaro, estão sendo os responsáveis por adotar e consolidar novas políticas públicas sociais que forneça assistência aos menos favorecidos.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Salário mínimo ideal para manter família brasileira é de R$ 5,4 mil, diz pesquisa

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA