Open Banking é mesmo seguro? Bandidos usam novo serviço para aplicar golpes

Após a implementação da segunda fase do Open Banking, o sistema está permitindo que os clientes autorizem o compartilhamento de dados pessoais e financeiros entre as instituições bancárias.

Por conta desse cruzamento de dados, as instituições bancárias podem realizar ofertas que mais se encaixam no perfil do cliente, além de oferecer condições mais vantajosas.

As operações realizadas entre os bancos são limitadas e as instituições devem manter a seguranças nos dados. 

Segurança do Open Banking

O sistema é seguro, de acordo com o validado pelo Banco Central e cumpre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), assim como o sigilo bancário das pessoas físicas.

A realização do compartilhamento de dados é opcional, o que é compartilhado e por quanto tempo é de decisão do titular da conta. Esse processo acontece por meio de APIs (Application Programming Interface), procedimento que garante a segurança na transação dos dados entre os bancos.

Os golpes aplicados normalmente são voltados para pessoas físicas titulares de contas, já que brechas no sistema bancário são bem raros.

Open Banking é mesmo seguro? Bandidos usam novo serviço para aplicar golpes
Open Banking é mesmo seguro? Bandidos usam novo serviço para aplicar golpes(Imagem: CIO)

Como se proteger de golpes no Open Banking?

Os cadastros no sistema foram realizados por 1.065 instituições financeiras, mas nenhuma delas possui autorização para entrar em contato via telefone pedindo dados ou confirmação de informações. 

Se receber algum tipo de telefonema, em que a pessoa diz ser de algum dos bancos sobre seu sistema, não informe nenhum dado pessoal.

Além disso, não envie informações particulares por e-mail ou WhatsApp, muito menos senhas e dígitos de cartões, pois os bancos não realizam esse tipo de contato com os clientes.

Se realizarem qualquer contato alegando irregularidade, procure o gerente da sua conta ou vá ao banco que costuma realizar transações presencialmente.

Outra dica é não clicar em links que foram enviados em qualquer meio, que peça fichas cadastrais do Open Banking ou aceite controle remoto no seu computador.

Os bancos possuem o prazo de doze meses, para realizar o compartilhamento de dados. Após, será necessário renovar a autorização. 

Se a renovação ainda não tenha sido feita e o prazo já tenha acabado, desconfie de contatos que dizem ter seus dados do Open Banking pois pode ser mais um golpe.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Open Banking é mesmo seguro? Bandidos usam novo serviço para aplicar golpes

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA