Atualizar informações no CadÚnico pode manter seu salário do auxílio emergencial

Cadastros do auxílio emergencial podem ser renovados. Ao longo das próximas semanas, o governo federal estará efetuando o pagamento da sexta parcela do projeto. No entanto, antes disso, realizará um novo processo de triagem para desclassificar aqueles que estiverem com seus dados desatualizados. Para evitar o corte, é preciso recorrer ao Cadastro Único.

Atualizar informações no CadÚnico pode manter seu salário do auxílio emergencial (Imagem: FDR)
Atualizar informações no CadÚnico pode manter seu salário do auxílio emergencial (Imagem: FDR)

A concessão do auxílio emergencial vem ajudando milhares de brasileiros que tiveram suas rendas cortadas pela pandemia do novo coronavírus.

Porém, para se manter na folha orçamentária é preciso mensalmente manter os dados atualizados nas bases do governo. O Cadastro Único tem sido a principal plataforma de fiscalização.

Mantenha seu auxílio emergencial

Para não cair na lista de cortes, o segurado deve mensalmente conferir seus informes nas bases de dados públicas. Por meio do Cadastro Único, ele deve atualizar suas documentações de identificação pessoal, residência, comprovante de rendas, etc.

O procedimento pode ser feito diretamente pela internet, sendo necessário apenas verificar o formulário do usuário. Caso haja alguma mudança realizada nas últimas semanas, basta sinalizar no cadastro e confirmar a renovação.

Lista dos documentos que podem ser atualizados no Cadastro Único

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • RG;
  • Título de Eleitor

Além dos informes acima, o sujeito deve também manter seu endereço e meios de contato em dia. Não se pode esquecer que qualquer comprovante de renda acima do limite do auxílio deve resultar na desclassificação.

Quais as regras do auxílio emergencial 2021?

  • Ser trabalhador informal; ou
  • Beneficiário do Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Ter renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Ter recebido o auxílio emergencial no ano passado.

Calendário de depósitos da sexta parcela

Segurados do Bolsa família:

  • NIS com final 1: 17 de setembro
  • NIS com final 2: 20 de setembro
  • NIS com final 3: 21 de setembro
  • NIS com final 4: 22 de setembro
  • NIS com final 5: 23 de setembro
  • NIS com final 6: 24 de setembro
  • NIS com final 7: 27 de setembro
  • NIS com final 8: 28 de setembro
  • NIS com final 9: 29 de setembro
  • NIS com final 0: 30 de setembro

Público geral:

  • Nascidos em janeiro – 21 de setembro
  • Nascidos em fevereiro – 22 de setembro
  • Nascidos em março – 23 de setembro
  • Nascidos em abril – 24 de setembro
  • Nascidos em maio – 25 de setembro
  • Nascidos em junho – 26 de setembro
  • Nascidos em julho – 28 de setembro
  • Nascidos em agosto – 29 de setembro
  • Nascidos em setembro – 30 de setembro
  • Nascidos em outubro – 1º de outubro
  • Nascidos em novembro – 2 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 3 de outubro

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 27

Atualizar informações no CadÚnico pode manter seu salário do auxílio emergencial

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA