Valor da gasolina chega a R$ 7,00 o litro; Bolsonaro realmente é o culpado?

Ao longo dos meses, devido ao preço dos combustíveis, os motoristas têm tido cada mais dificuldade para abastecer o veículo nos postos. Em algumas cidades do Brasil, o valor da gasolina chega a R$ 7,00 o litro. Entenda explicações para a elevação do valor deste combustível.

Valor da gasolina chega a R$ 7,00 o litro; Bolsonaro realmente é o culpado?
Valor da gasolina chega a R$ 7,00 o litro; Bolsonaro realmente é o culpado? (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

De acordo com Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), no acumulado anual, o valor da gasolina teve aumento de 27,51%.

Um levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na semana passada, revelou que o preço médio da gasolina chegou próximo a R$ 6.

Diante deste valor expressivo, governantes têm se pronunciado acerca da situação. O presidente Jair Bolsonaro sugere que os governadores diminuam o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de forma que o preço da gasolina diminua.

Já governador do Ceará, Camilo Santana (PT), entende que a responsabilidade é do governo federal e da Petrobras.

Composição do preço da gasolina

O valor da gasolina — assim como do diesel — e composto pelo preço exercido pela Petrobras nas refinarias, mais tributos federais (PIS/Pasep, Cofins e Cide) e estadual (ICMS), e custo de distribuição e revenda. Na gasolina, especificamente, há a incidência do custo do etanol anidro.

Na semana de 15 a 21 de de agosto, cada item representava, em média, o valor final da gasolina:

  • Petrobras — 33,6%
  • ICMS — 27,6%
  • Etanol anidro — 16,9%
  • PIS/Pasep, Cofins e Cide — 11,5%
  • Distribuição e revenda — 10,4%

Valor da gasolina chega a R$ 7,00 o litro: perspectivas sobre a situação atual

O analista da consultoria Tendências, Walter de Vitto, afirma ao G1 que o principal culpado para o aumento no preço do combustível é o câmbio. Neste ano, até esta quarta-feira (25), o dólar teve aumento de 0,46% sobre o real. O dólar é a moeda à qual o petróleo é atrelado.

Conforme o G1, um fator relevante para o movimento de perda de valor do real são as diversas incertezas dos investidores sobre o rumo da política econômica do governo Jair Bolsonaro.

Outro aspecto apontado é que o preço do combustível é influenciado pela recuperação da cotação do petróleo no mercado internacional.

Após o impacto causado pela pandemia de covid-19, a economia deve ter uma melhora neste ano — o que faz com que haja aumento da busca pela commodity, e ajuda a elevar os preços.

Durante o governo Michel Temer, a Petrobras mudou a sua política de preços de combustíveis. Isto aconteceu no sentido de seguir a paridade com o mercado internacional. Assim, os valores praticados pela estatal seguem o preço do petróleo no mercado internacional e a variação cambial.

Com isso, uma cotação maior da commodity e/ou uma desvalorização do real pode contribuir com uma elevação de preços no Brasil.

Com relação ao imposto estadual, o ICMS tem peso considerável sobre o valor da bomba. De qualquer modo, as alíquotas não tiveram aumento, e o preço pago pelos consumidores sim. Em fevereiro, o ICMS representava 29% do valor total. Em agosto, o patamar caiu para 27,5%.

Já conforme a perspectiva do R7, os valores atuais são reflexo das movimentações para conter a defasagem em relação ao valor do petróleo no mercado internacional e a desvalorização do real.

Mais de 70% do valor do litro do combustível se refere ao lucro da Petrobras e a tributos estaduais e federais.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 4

Valor da gasolina chega a R$ 7,00 o litro; Bolsonaro realmente é o culpado?

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA