Cartão do Povo, pago em SP, será entregue a partir da próxima semana

A partir da próxima terça-feira, 17, uma remessa do Cartão do Povo começará a ser enviada pelo Governo de São Paulo (SP). A iniciativa consiste na oferta de cartões pré-pagos que possibilitarão o saque de benefícios como o Vale Gás e SP Acolhe. 

Cartão do Povo, pago em SP, será entregue a partir da próxima semana
Cartão do Povo, pago em SP, será entregue a partir da próxima semana. (Imagem: Governo de São Paulo)

Esta será a primeira etapa do programa, que contará com a distribuição de, aproximadamente, 100 unidades do Cartão do Povo, que serão carregados com os pagamentos a partir do dia 20 de agosto.

Os cartões referentes à Bolsa do Povo serão capazes de atender mais de dois milhões de paulistas em situação de vulnerabilidade social.

O Bolsa do Povo se concretizou com o apoio da Prodesp, empresa tecnológica do Governo do Estado de São Paulo. A ação foi capaz de unificar programas emergenciais de transferência de renda no âmbito estadual e, a partir daí, simplificar o acesso e repasse aos benefícios para o público elegível.

O Bolsa do Povo reúne os seguintes programas: Ação Jovem, Aluguel Social, Bolsa Talento Esportivo, Renda Cidadã, Via Rápida, Vale Gás, SP Acolhe e Bolsa do Povo Educação. O Cartão do Povo possibilitará o saque em espécie em caixas eletrônicos. 

No que compete ao Vale Gás que será viabilizado através do Cartão do Povo, os beneficiários terão direito a três parcelas bimestrais no valor de R$ 100 cada. Cerca de 426,9 mil famílias caracterizadas na condição de pobreza e extrema pobreza terão direito ao benefício com um investimento total de R$ 128 milhões. 

Essas famílias devem se enquadrar em requisitos semelhantes ao do Bolsa Família, mas sem recebê-lo. É o caso da apresentação de uma renda mensal per capita de até R$ 178, além de estarem inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Por outro lado, o SP Acolhe atua na disponibilização de transferência de renda para famílias em situação de vulnerabilidade social desoladas pela perda de um familiar em virtude da Covid-19.

O programa conta com um investimento de R$ 20 milhões, distribuídos em um benefício no valor de R$ 1.800 que será pago em seis parcelas para cada família. 

Sendo assim, cada parcela de R$ 300 proveniente do programa SP Acolhe serão pagas através do Cartão do Povo. Terão direito a receber o benefício as famílias com renda mensal de até três salários mínimos, R$ 3.300, desde que estejam inscritas no CadÚnico. 

Na oportunidade, a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, destacou que este é o momento em que o mundo está tentando voltar aos eixos enquanto continua enfrentando uma pandemia.

É a hora em que os governos precisam marcar presença se mobilizando para promover ações que possam amparar os mais necessitados. 

Sobre o Cartão do Povo, ela explicou que “é um cartão que tem a facilidade de ajudar quem precisa ter acesso ao recurso com agilidade e, principalmente, com humanidade”, concluiu a secretária.

https://www.youtube.com/watch?v=6Oe5PwBlXik

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 8

Cartão do Povo, pago em SP, será entregue a partir da próxima semana

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA