Valor da gasolina sobe em diversas cidades brasileiras; veja média de preço

Pontos-chave
  • Algumas das principais capitais do Brasil registraram a gasolina acima de R$ 6;
  • A maior média máxima foi registrada em um município do Rio Grande do Sul;
  • A média geral dos combustíveis apresentou alta recente.

Recentemente, a população de diversas regiões do Brasil tem sentido no bolso o aumento do valor da gasolina e do diesel. Descubra a média de preço nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador, Manaus e Porto Alegre.

Valor da gasolina sobe em diversas cidades brasileiras; veja média de preço
Valor da gasolina sobe em diversas cidades brasileiras; veja média de preço (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Diante dos reajustes recorrentes nos preços, descubra o valor médio da gasolina e do etanol hidratado em algumas das capitais brasileiras — conforme dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, considerando o período de 1º a 7 de agosto:

Valor da gasolina e etanol em São Paulo

  • Preço médio da gasolina comum: R$ 5,482 por litro
  • Preço médio do etanol hidratado: R$ 4,121 por litro

Valor da gasolina e etanol em Belo Horizonte

  • Preço médio da gasolina comum: R$ 5,857 por litro
  • Preço médio do etanol hidratado: R$ 4,247 por litro

Valor da gasolina e etanol no Rio de Janeiro

  • Preço médio da gasolina comum: R$ 6,407 por litro
  • Preço médio do etanol hidratado: R$ 5,356 por litro

Valor da gasolina e etanol em Salvador

  • Preço médio da gasolina comum: R$ 5,893 por litro
  • Preço médio do etanol hidratado: R$ 4,902 por litro

Valor da gasolina e etanol em Manaus

  • Preço médio da gasolina comum: R$ 5,788 por litro
  • Preço médio do etanol hidratado: R$ 4,579 por litro

Valor da gasolina e etanol em Porto Alegre

  • Preço médio da gasolina comum: R$ 6,092 por litro
  • Preço médio do etanol hidratado: R$ 5,836 por litro

Cidades com os maiores preços máximos da gasolina

Já com relação ao preço máximo, o valor da gasolina mais caro foi registrado em Bagé, Rio Grande do Sul. Nesta cidade, o valor foi de R$ 7,080. O levantamento foi feito pela ANP. O período analisado foi entre os dias 1º e 7 de agosto.

Das 10 cidades com o maior preço nacional, sete são do estado do Rio de Janeiro. A lista ainda conta com uma cidade do Acre e outra do Rio Grande do Sul. Conforme o levantamento, as cidades com a gasolina mais cara são:

  1. Bagé (Rio Grande do Sul) — R$ 7,080 por litro
  2. Cruzeiro do Sul (Acre) — R$ 6,990 por litro
  3. Barra Mansa (Rio de Janeiro) — R$ 6,899 por litro
  4. Petrópolis (Rio de Janeiro) — R$ 6,899 por litro
  5. Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) — R$ 6,899 por litro
  6. Valença (Rio de Janeiro) — R$ 6,859 por litro
  7. Niterói (Rio de Janeiro) — R$ 6,799 por litro
  8. Vacaria (Rio Grande do Sul) — R$ 6,750 por litro
  9. Volta Redonda (Rio de Janeiro) — R$ 6,749 por litro
  10. Cabo Frio (Rio de Janeiro) — R$ 6,699 por litro
O aumento no preço dos combustíveis tem afetado motoristas de regiões distintas do Brasil
O aumento no preço dos combustíveis tem afetado motoristas de regiões distintas do Brasil (Imagem: Tomaz Silva/Agencia Brasil)

Perspectiva nacional do valor dos combustíveis

Na semana passada, a ANP informou que os valores médios da gasolina, etanol e óleo diesel apresentaram alta nos postos. Na semana anterior, os três combustíveis haviam registrado diminuição nos preços.

A agência reguladora indicou que a gasolina comum teve elevação de 0,53% no período. Com isso, a média nacional foi de R$ 5,853 por litro. Na pesquisa da semana anterior, houve redução de 0,19%.

Com relação ao etanol, a pesquisa revelou que revê um aumento de 0,3%. A média foi de R$ 4,339 por litro. Cabe destacar que este foi o maior preço desde a semana finalizada em 24 de julho. Na ocasião, o valor era de R$ 4,344.

Já o diesel encerrou a semana com variação de 0,21% em relação à sondagem anterior. O preço médio registrado foi de R$ 4,598 por litro. Este resultado recente encerra a queda apresentada na semana anterior.

Na última quinta-feira (5), a Petrobras informou, conforme a Reuters, que tem contribuído com o governo em conversas acerca de um fundo estabilização dos valores dos combustíveis. Contudo, a companhia afirma que os preços praticados nas refinarias devem seguir parâmetros de mercado.

A companhia argumenta que os valores do diesel da Petrobras, por exemplo, representam 52% do preço na bomba. A empresa leva em consideração outros fatores, como tributos, adições de biocombustíveis e margens de distribuidores e revendedores.

Anteriormente, o último reajuste feito pela Petrobras foi há um mês. Na ocasião, a companhia aumentou a gasolina em 6,3% e o diesel em 3,7%.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 5

Valor da gasolina sobe em diversas cidades brasileiras; veja média de preço

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA