Fim do auxílio emergencial em outubro e início do Auxílio Brasil marcado para novembro

Bolsonaro formaliza consolidação de seu novo projeto social. Mesmo diante do clima de instabilidade em seu governo, o presidente da república acaba de lançar o Auxílio Brasil. O programa funcionará no lugar do atual Bolsa Família e deverá ser implementado a partir de novembro, logo após o fim do auxílio emergencial.

Fim do auxílio emergencial em outubro e início do Auxílio Brasil marcado para novembro (Imagem: MANDEL NGAN / AFP)
Fim do auxílio emergencial em outubro e início do Auxílio Brasil marcado para novembro (Imagem: MANDEL NGAN / AFP)

A população de baixa renda pode finalmente receber a nova proposta social de Bolsonaro. Após quase um ano em debate, o presidente consolidou a implementação do Auxílio Brasil em cerimonia realizada na Câmara dos Deputados. O texto da proposta foi entregue ao chefe da casa, Arthur Lira (PP-AL) e será aprovado em breve.

Detalhes do Auxílio Brasil

De acordo com as informações concedidas pelo próprio Bolsonaro, o novo projeto passará a funcionar a partir do mês de novembro. O valor médio do Bolsa Família, atualmente de R$ 189, será reajustado para R$ 280.

Além disso, os beneficiários deverão contar com o aumento de suas rendas através da implementação de abonos extras. Até o momento o chefe de estado afirmou liberar pagamentos para jovens atletas, alunos com bom desempenho escolar e mães de crianças recém nascidas.

Nós não podemos deixar desassistidos exatamente os mais vulneráveis. Então, já decidido por nós, uma proposta mínima de 50% para o Bolsa Família, que, agora, chama-se Auxílio Brasil”, afirmou Bolsonaro.

Questionado sobre o aumento de R$ 300, prometido por ele ao longo dos últimos meses, o gestor lamentou:

“Temos que ter responsabilidade. A economia não pode quebrar. Se quebrar a economia, não adianta você ganhar R$ 1 milhão por mês que não vai dar para comprar um pãozinho”.

Fim do auxílio emergencial marca novo cronograma

Além de lançar oficialmente o projeto, o presidente também marcou a data de encerramento do auxílio emergencial. Segundo ele, o programa funcionará até a segunda quinzena de outubro, não sendo novamente renovado.

Na sequência, a previsão é de que ao menos 16 milhões de famílias, incluindo aquelas que estavam na folha do auxílio emergencial, passem a ser contempladas com o novo projeto.

Além de conceder pagamentos mensais, o governo espera integrar esse público no mercado de trabalho.

“Estamos trabalhando com muita ênfase nesse tema para que, cada vez mais, o Estado brasileiro possa dar a resposta e alcance eficácia em cuidar daqueles que mais precisam. E, em especial, fazer com que essas pessoas alcancem o direito pleno à sua cidadania”, afirmou o ministro da cidadania, João Roma.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Fim do auxílio emergencial em outubro e início do Auxílio Brasil marcado para novembro

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA