Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado

O Ceará Credi iniciou os primeiros empréstimos e logo de início já está causando expectativas positivas nas alternativas econômicas nos municípios do estado. A iniciativa foi criada com a finalidade de mitigar os impactos econômicos nas famílias causados pela pandemia do coronavírus.

Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado
Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado (Imagem: Governo do Ceará)

A coragem para se aventurar em um novo negócio e se reinventar foram alguns dos sentimentos provocados nas pessoas prejudicadas economicamente pela pandemia. 

Esta foi a situação vivida por Daiane Gonçalves, de 30 anos. Ela que é formada em administração de empresas, se encontrou após fazer um curso de estética e trabalha atualmente como autônoma.

“Tive algumas oportunidades de montar um negócio, mas tinha medo de fazer empréstimos devido às taxas altas de juros. Aí veio a pandemia e fiquei um tempo parada. Foi quando vi a proposta do Ceará Credi para colocar meu próprio negócio. Vou me reinventar para dar certo”, disse a profissional, que conseguiu R$ 3.500 aprovados pelo programa para investir em cadeiras, espelho e produtos de qualidade.

Ela considerou esta oportunidade como um pontapé inicial para abrir seu negócio. Existem outras 351 pessoas que residem no município de Itapipoca e que estão cadastradas no Ceará Credi.

Esta quantidade é formada 48% de mulheres, 45% de homens e 6,5% não identificaram o gênero. Deste total total, 82% são informais e 18% microempreendedores individuais (MEI). 

Com PIB per capita de R$ 12,8 mil, a cidade de Itapipoca tem média salarial mensal de R$ 1,5 mil dos trabalhadores formais.

Como funciona o Ceará Credi

As pessoas interessadas no programa devem se cadastrar no site do Ceará Credi. Todos os cadastros passarão por aprovacão prévia de dados, e na sequência, os agentes de crédito irão contatar os interessados para analisar a proposta. 

Se a prospeta for aprovada, o contrato é assinado de forma presencial ou virtual e a liberação acontece pelo Aplicativo Financeiro do Instituto E-Dinheiro, parceiro na tecnologia financeira do Ceará Credi.

Os empreendedores que desejam abrir um novo negócio precisam fazer dois cursos obrigatórios e gratuitos que estão na plataforma Ceará Credi. Somente após concluírem estes passos, os empreendedores entram na esteira do atendimento pelos agentes de crédito designados para cada contrato.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA