Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado

O Ceará Credi iniciou os primeiros empréstimos e logo de início já está causando expectativas positivas nas alternativas econômicas nos municípios do estado. A iniciativa foi criada com a finalidade de mitigar os impactos econômicos nas famílias causados pela pandemia do coronavírus.

Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado
Empreendedores aderem ao Ceará Credi e movimentam recursos no estado (Imagem: Governo do Ceará)

A coragem para se aventurar em um novo negócio e se reinventar foram alguns dos sentimentos provocados nas pessoas prejudicadas economicamente pela pandemia. 

Esta foi a situação vivida por Daiane Gonçalves, de 30 anos. Ela que é formada em administração de empresas, se encontrou após fazer um curso de estética e trabalha atualmente como autônoma.

“Tive algumas oportunidades de montar um negócio, mas tinha medo de fazer empréstimos devido às taxas altas de juros. Aí veio a pandemia e fiquei um tempo parada. Foi quando vi a proposta do Ceará Credi para colocar meu próprio negócio. Vou me reinventar para dar certo”, disse a profissional, que conseguiu R$ 3.500 aprovados pelo programa para investir em cadeiras, espelho e produtos de qualidade.

Ela considerou esta oportunidade como um pontapé inicial para abrir seu negócio. Existem outras 351 pessoas que residem no município de Itapipoca e que estão cadastradas no Ceará Credi.

Esta quantidade é formada 48% de mulheres, 45% de homens e 6,5% não identificaram o gênero. Deste total total, 82% são informais e 18% microempreendedores individuais (MEI). 

Com PIB per capita de R$ 12,8 mil, a cidade de Itapipoca tem média salarial mensal de R$ 1,5 mil dos trabalhadores formais.

Como funciona o Ceará Credi

As pessoas interessadas no programa devem se cadastrar no site do Ceará Credi. Todos os cadastros passarão por aprovacão prévia de dados, e na sequência, os agentes de crédito irão contatar os interessados para analisar a proposta. 

Se a prospeta for aprovada, o contrato é assinado de forma presencial ou virtual e a liberação acontece pelo Aplicativo Financeiro do Instituto E-Dinheiro, parceiro na tecnologia financeira do Ceará Credi.

Os empreendedores que desejam abrir um novo negócio precisam fazer dois cursos obrigatórios e gratuitos que estão na plataforma Ceará Credi. Somente após concluírem estes passos, os empreendedores entram na esteira do atendimento pelos agentes de crédito designados para cada contrato.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.