Vacinação contra COVID-19 para adolescentes ganha autorização nacional

Pontos-chave
  • - Após vacinação de adultos, adolescentes poderão ser imunizados contra a Covid-19;
  • - Cerca de 99 milhões de brasileiros já receberam um ou duas doses da vacina contra a Covid-19;
  • - Campanha de vacinação contra a Covid-19 pode se tornar anual.

Na última terça-feira, 27, o Ministério da Saúde junto aos conselho dos secretários estaduais e municipais de saúde, Conass e Conasems, respectivamente, autorizaram oficialmente a inclusão dos adolescentes no calendário nacional de vacinação contra a Covid-19. A partir de agora, a imunização contra o vírus também será direcionada a adolescentes na faixa etária de 12 a 17 anos. 

Vacinação contra COVID-19 para adolescentes ganha autorização nacional
Vacinação contra COVID-19 para adolescentes ganha autorização nacional. (Imagem: Pfizer)

A princípio, terão prioridade no calendário de vacinação os adolescentes na faixa etária mencionada que possuem comorbidades, para somente então, ser liberada aos demais.

Porém, é válido ressaltar que assim como tem acontecido no cronograma voltado aos adultos, os governos estaduais e municipais têm autonomia para adequar os calendários locais de acordo com a demanda e disponibilidade de vacinas. 

Ainda não se sabe exatamente qual imunizante será direcionado para a vacinação dos adolescentes, embora a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tenha autorizado no mês passado a aplicação da Pfizer em adolescentes com 12 anos ou mais.

Entretanto, o presidente da Conass, Carlos Lula, lembrou que é preciso agilizar a vacinação dos adultos para dar início a um calendário próprio para esses jovens. 

Vacinação no Brasil

Segundo Carlos Lula, a meta do Governo Federal é para que todos os adultos sejam vacinados com a primeira dose até o início de setembro. Dados apresentados pelo consórcio de veículos de imprensa na noite desta quarta-feira, 28, apontaram que 39.493.648 brasileiros completaram o esquema vacinal com a segunda dose ou dose única, ou seja, 18,65% da população nacional. 

Enquanto isso, a primeira dose já foi aplicada em 876.503 mil brasileiros nos últimos dias. O total de brasileiros vacinados com uma ou duas doses da vacina contra a Covid-19 já chegou a 98.202.468, o equivalente a 46,38% da população. Se tratando exclusivamente da dose única da Janssen, 52.587 brasileiros a receberam.

Atualmente, o Brasil tem aplicado quatro tipos de vacinas contra a Covid-19. Seguindo as recomendações dos laboratórios que produzem as vacinas CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer, os brasileiros têm recebido duas doses do imunizante para que a eficácia contra o vírus seja maior. 

O prazo médio entre uma vacina e outra varia de 15 a 90 dias, dependendo do tipo de imunizante. A particularidade neste caso se refere à vacina da Janssen, fabricada pela Johnson & Johnson, que promete imunidade em dose única. 

Ao analisar a vacinação em cada região e estado brasileiro, nota-se que o Governo do Estado de São Paulo permanece à frente com a aplicação da primeira dose da vacina, que já chegou a 55,94% da população paulista.

Enquanto isso, o Mato Grosso do Sul liderança referente à população com o esquema vacinal completo, seja com ambas as doses ou dose única, em 32,09%.

Vacinação contra COVID-19 para adolescentes ganha autorização nacional
Vacinação contra COVID-19 para adolescentes ganha autorização nacional. (Imagem: CNN Brasil)

Vacinação em Minas Gerais

Diante do avanço no calendário de vacinação de diversas localidades, o Estado de Minas Gerais é um dos que permanecem estagnados. Por esta razão, o governo mineiro ainda não deu nenhuma previsão para a inclusão dos adolescentes entre 12 a 17 anos no calendário de vacinação após as deliberações do Ministério da Saúde. 

Em justificativa, a Prefeitura de Belo Horizonte disse que aguarda um comunicado oficial sobre a inclusão dos jovens no calendário de vacinação, alegando que tal ampliação será feita somente quando e se a pasta federal passar as devidas orientações. Além do mais, o Governo de MG também espera o envio de novas doses de vacinas para agilizar o esquema vacinal na capital. 

O município de Contagem, situado na região metropolitana de Minas Gerais, disse que incluirá os adolescentes no calendário de vacinação local somente após vacinar todos os adultos com mais de 18 anos, pelo menos com a primeira dose.

Em contrapartida, a cidade de Betim já começou a imunizar este público no mês passado. Cerca de 1.500 jovens já receberam as duas doses das vacinas contra a Covid-19.

Campanha nacional de vacinação contra a Covid-19

Recentemente, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a pasta tem estudado a possibilidade de tornar a campanha de vacinação contra a Covid-19 anual. Mas para que isso aconteça, o Governo Federal precisa se preparar para adquirir imunizantes o suficiente para suprir a demanda de todo o país. 

Ele mencionou a possibilidade de a pandemia da Covid-19 se tornar uma endemia, motivo pelo qual a campanha anual realmente pode ser necessária.

“Por isso, é necessário fortalecer o nosso complexo industrial da saúde, para que tenhamos condição de produzir vacinas suficientes no Brasil. Não só o IFA nacional, mas também o banco de células”, ponderou.

https://www.youtube.com/watch?v=SmI1bdROZkM&t=19s&ab_channel=FDR-Finan%C3%A7as%2CDireitos%2CRenda

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Vacinação contra COVID-19 para adolescentes ganha autorização nacional

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA