Bolsa Família: Quem recebe auxílio emergencial de 26 a 30 de julho

Pontos-chave
  • Os beneficiários do programa Bolsa Família estão recebendo o pagamento do auxílio emergencial;
  • O valor varia de R$150 a R$375;
  • O pagamento dessa semana é o último da quarta parcela.

O governo federal começou a fazer o pagamento do auxílio emergencial para aqueles que recebem o Bolsa Família no dia 19. Os beneficiários do programa já podem realizar o saque do dinheiro assim que o depósito é feito. Mas nessa semana, de segunda (26) a sexta-feira (30), novos grupos recebem. 

Bolsa Família: Quem recebe auxílio emergencial de 26 a 30 de julho
Bolsa Família: Quem recebe auxílio emergencial de 26 a 30 de julho (Imagem: FDR)

Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família continuam com a  regra do valor mais vantajoso. A pessoa receberá o benefício com maior valor, seja a parcela paga no âmbito do programa, seja o valor do Auxílio Emergencial.

Os pagamentos do programa Bolsa Família em 2021 são realizados por meio da poupança social digital, mais conhecida como Caixa Tem. Essa decisão foi uma das formas encontradas de fazer com que a Caixa aumente a sua gama de clientes e assim possa oferecer mais serviços.

Valor das parcelas

O valor do benefício será de R$ 250 e vai variar de R$ 150 a R$ 375 segundo o perfil do beneficiário e a composição de cada família.

  • Famílias vão receber R$ 250;
  • Uma família monoparental, dirigida por uma mulher, vai receber R$ 375;
  • Pessoas que moram sozinhas vão receber R$ 150.

Calendário do Bolsa Família

Inscritos NIS 4ª parcela
NIS de final 1 19 de julho
NIS de final 2 20 de julho
NIS de final 3 21 de julho
NIS de final 4 22 de julho
NIS de final 5 23 de julho
NIS de final 6 26 de julho
NIS de final 7 27 de julho
NIS de final 8 28 de julho
NIS de final 9 29 de julho
NIS de final 0 30 de julho

Essa é a ultima semana de pagamentos da quarta parcela do auxílio. Recebem, em ordem crescente, os beneficiários com NIS final 6 ao 0.

Bolsa Família: Quem recebe auxílio emergencial de 26 a 30 de julho
Bolsa Família: Quem recebe auxílio emergencial de 26 a 30 de julho (Foto:FDR)

Caixa Tem

O Caixa Tem é um aplicativo usado exclusivamente como Poupança Social Digital, é uma conta gratuita para os beneficiários de programas sociais do governo.

O aplicativo funciona como uma poupança, mas sem custos. A conta tem funções parecidas com as de outros aplicativos de carteira virtual.

Como usar o Caixa Tem?

Os usuários do aplicativo podem realizar transferência por meio de DOC e o cliente pode enviar dinheiro para bancos físicos tradicionais ou digitais.

A conta Poupança Social Digital pode fazer transferências ilimitadas para contas da Caixa, e até três transações mensais para outros bancos, com o limite de R$ 600 por movimentação e de R$ 1 mil por dia.

Como sacar o dinheiro?

No caixa eletrônico e na lotérica o processo é o mesmo:

  • O saque é realizado sem cartão, então clique no botão “Entra”do teclado do caixa eletrônico.
  • Clique no botão “Saque Auxílio Emergencial”.
  • Digite o número do seu CPF e clique no botão “Confirmar”.
  • Digite o código de seis dígitos que foi gerado no aplicativo Caixa Tem e aperte o botão “Confirmar”.
  • Escolha um valor para saque e aperte o botão “Entra”.
  • Aguarde a liberação do dinheiro.

Como gerar o código para fazer saque?

  • Primeiro o trabalhador deve acessar a sua conta poupança digital no aplicativo;
  • Depois, o usuário deve ir na opção saque e informar o valor que deseja sacar;
  • Ao informar o valor, um código vai ser gerado;
  • O beneficiário vai anotar este código e por meio dele fazer o saque em caixa eletrônico ou na lotérica.

Auxílio Emergencial

O auxílio foi criado pela lei 13.982/20 para ajudar as pessoas que se encontravam em situação de vulnerabilidade social no período de emergência de saúde pública que foi provocada pela doença.

Foram atendidos os trabalhadores informais e beneficiários do programa Bolsa Família no período da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Inicialmente, seriam pagas apenas 3 parcelas de R$600, mas depois foi prorrogado por mais 2 parcelas e por último até o final do ano de 2020.

O programa atendeu até agosto daquele ano cerca de 67,2 milhões de pessoas, pagando o valor de R$600 e R$1.200 para as mães de família.

Em 2021, o número de beneficiados diminuiu para 45 milhões. São feitos cortes constantemente para excluir aqueles que não têm direito ao salário maior.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.