Após encontrar R$ 2,7 bilhões em irregularidades, TCU quer pente fino no INSS

Contabilidade do INSS apresenta irregularidades. Nesta semana, o Tribunal de Contas da União (TCU) informou ter encontrado uma série de fraudes em pagamentos vinculados do Instituto Nacional do Seguro Social. Segundo o relatório o montante contabiliza mais de R$ 2,7 bilhões ao ano.

publicidade
Após encontrar R$ 2,7 bilhões em irregularidades, TCU quer pente fino no INSS (Imagem: FDR)
Após encontrar R$ 2,7 bilhões em irregularidades, TCU quer pente fino no INSS (Imagem: FDR)

Considerado um dos principais órgãos públicos do país, o INSS é responsável por consegue a aposentadoria de parte significativa da população.

Por meio dele, os trabalhadores são contemplados também com salários referentes a uma série de benefícios, como o auxílio maternidade, doença, entre outros.

publicidade

Contas irregulares

De acordo com o relatório liberado pela TCU nessa quarta-feira (21), a previdência teve um gasto de R$ 2,7 bilhões ao ano. Nesse total, foram inclusos não só as pensões e aposentadorias como os demais abonos, incluindo o 13º salário.

Na lista de pagamentos, foram encontradas fraudes e recursos irregulares relacionados a:

  • benefícios por invalidez, auxílio-doença e renda mensal vitalícia;
  • benefícios pagos a pessoas com CPF cancelado ou nulo;
  • benefícios pagos a pessoas mortas;
  • aposentadorias por idade que não atendem ao critério de idade;
  • pensão por morte desdobrada com valor desigual para dependentes ou quantidade de dependentes inconsistente;
  • pensão por morte paga a dependentes cuja soma de pagamentos supera o teto previdenciário;
  • benefícios superiores ao teto previdenciário ou aos limites estabelecidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF); e
  • acumulação indevida de benefícios.

De acordo com o Tribunal, haverá uma nova análise para determinar o reajuste de contas. O INSS será obrigado a prestar declarações pontuando as fraudes identificadas. Até o momento o órgão não se pronunciou sobre o assunto.

É válido ressaltar que todas as despesas referentes a previdência são pagas com recursos do governo federal. Isso significa dizer que o dinheiro público vem sendo repassado indevidamente.

Pente fino almeja reduzir fraudes

Enquanto o TCU aponta as irregularidades, o INSS vem também realizando uma nova operação pente fino para reduzir o número de fraudes dentro de sua folha orçamentária.

publicidade

A ação consiste numa análise minuciosa dos cadastros para identificar possíveis segurados que estejam recebendo os benefícios sem se enquadrarem nas regras de concessão.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Para mais informações sobre o INSS e seus abonos, acompanhe nossa página exclusiva do órgão.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!