Banco Inter oferece planos de Previdência Privada a partir de R$1,66 por dia

O Banco Inter oferece aos seus clientes a primeira previdência privada com contratação totalmente online. A previdência privada é um tipo de investimento que tem o objetivo de fazer uma reserva de dinheiro para a aposentadoria. Sendo assim, o contratante pode ter essa reserva como sua fonte principal de renda ou como um complemento de sua aposentadoria. Saiba mais.

Banco Inter oferece planos de Previdência Privada a partir de R$1,66 por dia
Banco Inter oferece planos de Previdência Privada a partir de R$1,66 por dia (Foto: Pixabay)

Como investir na previdência privada do Banco Inter?

Um dos diferenciais do serviço oferecido pelo Inter, é justamente a contratação ser totalmente online. Sendo assim, o interessado deve entrar em sua conta digital e ir até a PAI, plataforma aberta de investimentos.

O interessado pode selecionar qual será seu investimento. A instituição oferece alguns planos complementares de aposentadoria.

O Inter oferece também diferentes formas de economizar dinheiro e prazos para o resgate dos valores. Os prazos devem obedecer o plano contratado, por conta disso, é necessário se atentar a estas regras antes de investir.

O que é PGBL e VGBL

O Inter possui dois tipos de planos para a previdência. O PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), é mais indicado para os contribuintes que fazem a declaração completa do Imposta de Renda (IR).

O outro tipo é o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), que é indicado para contribuintes que não precisam preencher a declaração completa do Imposto de Renda.

A principal diferença entre estes dois tipos de planos é que o VGBL, mesmo seguindo também o plano de acumulação, ele é um seguro de vida com cobertura de sobrevivência.

Taxas 

O Inter cobra taxas para a utilização da previdência privada, mas tem a vantagem de não apresentar taxa de carregamento. 

A taxa de saída pode ser cobrada, no entanto, isso só acontecerá caso os resgates forem efetuados em um prazo menor que 36 meses. A taxa de administração fica em 2% ao ano.

É importante ressaltar que as taxas entrarão junto ao recolhimento obrigatório do imposto de renda.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.