Em São Paulo, programa cria distribuição gratuita de absorventes para jovens

O programa Dignidade Íntima irá realizar a distribuição gratuita de absorventes para estudantes de São Paulo. O intuito é evitar a evasão escolar das garotas que não têm condições financeiras para comprar o item de higiene pessoal.

Em São Paulo, programa cria distribuição gratuita de absorventes para jovens
Em São Paulo, programa cria distribuição gratuita de absorventes para jovens (Imagem: divulgação/Governo de SP)

O programa de distribuição gratuita de absorventes começará a partir de agosto, junto com o retorno das aulas presenciais das escolas da rede estadual e municipal de São Paulo. O “Dignidade Íntima” irá contemplar estudantes entre 10 e 18 anos.

O programa foi lançado na última quinta-feira (15) pelo governo estadual de São Paulo. Para a distribuição gratuita de absorventes e de outros itens de higiene pessoas serão investidos R$ 30 milhões.

A estimativa é que a iniciativa contemple 1,3 milhão de estudantes do sexo feminino e que contribua para a queda no número de evasão escolar. O foco serão estudantes em situação de vulnerabilidade econômica e social matriculadas nas escolas da rede estadual e municipal de São Paulo.

Segundo a Secretaria Estadual da Educação, as estudantes em situação de risco socioeconômico podem fazer a retirada dos absorventes nas escolas onde estudam, mesmo neste período sem aulas.

A coordenadora de projetos especiais da Secretaria Estadual da Educação, Rafaela Vieira, além da distribuição dos itens, todos os profissionais da educação serão treinados para evitar constrangimento às meninas.

“Existe um tabu em torno do tema e falar sobre isso é motivo de vergonha para as meninas. Por isso, o objetivo será garantir o acolhimento delas, que não vão precisar se identificar como vulneráveis ou que não têm recursos”, afirmou Rafaela.

Também serão realizadas campanhas de informação, por meio das mídias sociais e cartazes que serão colocados em todas as escolas, inclusive nos banheiros femininos. O governo estadual estuda tornar o projeto uma ação permanente.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), também sancionou uma lei que fará a distribuição gratuita de absorventes às estudantes. Segundo a Secretaria Municipal da Educação, a ação irá contemplar cerca de 100 mil garotas.

Assim como o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), Nunes pretende garantir a permanência das estudantes em sala de aula, mesmo durante o período menstrual. Dessa maneira, ambas as iniciativas visam o mesmo objetivo e público-alvo.

De acordo com um estudo apresentado pela ONU (Organização das Nações Unidas), uma a cada quatro meninas brasileiras sofre com a falta de absorventes, impactando na vida escolar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.