Valor da cesta básica sobe e chega a 98% do salário mínimo NESTE estado

Brasileiros pagam ainda mais caro na hora de fazer feira. Na última semana, um levantamento realizado pelo Procon SP relevou que a cesta básica está sendo comercializada com um custo ainda mais alto. De acordo com a análise, o investimento nos alimentos corresponde a cerca de 98,6% do atual salário mínimo nacional de R$ 1.045.

Valor da cesta básica sobe e chega a 98% do salário mínimo NESTE estado (Imagem: Mehrad Vosoughi/Pexels)
Valor da cesta básica sobe e chega a 98% do salário mínimo NESTE estado (Imagem: Mehrad Vosoughi/Pexels)

Além de gerar mais de 415 mil mortes, o novo coronavírus vem deixando um forte efeito econômico em todo o país. Com a inflação em destaque, simples atividades como fazer feira tem se tornado uma grande dor de cabeça para muitas famílias. Em São Paulo, a cesta básica já ultrapassa o valor de R$ 1.030,47.

Procon SP avalia elevação de preços

Em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o Procon SP fez a uma nova contabilidade no preço dos alimentos.

Para o mês de abril deste ano, o reajuste foi de 19,42% a mais em comparação com o mesmo período em 2020. Na época a cesta básica custava R$ 862,87 e atualmente está em R$ 1.030,47.

Diante de tal crescimento o Procon revela que atualmente fazer feira significa comprometer mais que 98% do salário, no caso daqueles que sobrevivem com base no piso nacional de R$ 1.045.

O órgão pontua que de 2020 até atualmente a inflação oficial IPCA variou 6,76%. De março para abril, a alta foi de 1,66%, revelou a análise.

O que eleva o preço na cesta básica?

Entre os produtos de maior valor estão a carne bovina, mas além disso a maior alta foi registrada especificamente nos produtos de higiene pessoal que teve um acréscimo de 3,83%. Na área de alimentação o reajuste foi de 1,52% e na limpeza doméstica o encarecimento foi em 0,89%.

Dos 39 produtos analisados, o Procon afirma que 23 estão mais caros, 14 ficaram mais baratos e apenas 2 mantiveram o preço estável em comparação com abril:

Lista dos produtos mais caros da cesta básica

  • Carne de Primeira (kg) 8,92%
  • Absorvente Aderente (com 10 unidades) 5,67%
  • Papel Higiênico Fino Branco (com 4 unidades) 5,26%
  • Limpador Multiuso (500 ml) 4,55%
  • Creme Dental (tubo 90g) 3,00%

Produtos que mais baixaram de valor:

  • Batata (kg) -6,46%
  • Presunto Fatiado (Kg) -4,90%
  • Biscoito Água e Sal (pacote 200g) -4,69%
  • Café em Pó (500g) -4,20%
  • Linguiça Fresca (kg) -3,30%

 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Valor da cesta básica sobe e chega a 98% do salário mínimo NESTE estado

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA