Magazine Luiza faz anuncio inusitado e ações da Bolsa têm alta de 5%

Nesta quinta, 15, as ações do Magazine Luiza operaram em alta e estavam na liderança dos ganhos do Ibovespa, mais importante índice da Bolsa de Valores do país. Às 13h, os papéis da empresa cresceram 5%, R$24,02. No mesmo momento, o Ibovespa registrava uma valorização de 0,47% a 127.798,12. A compra da KaBuM! chamou a atenção dos investidores.

Magazine Luiza faz anuncio inusitado e ações da Bolsa têm alta de 5%
Magazine Luiza faz anuncio inusitado e ações da Bolsa têm alta de 5% (Imagem: Reprodução Portal FDR)

O otimismo tomou conta dos investidores logo após o Magazine Luiza comunicar a compra da plataforma de e-commerce KaBuM! por R$1 bilhão e uma oferta de ações da ordem de R$4,6 bilhões. O Magalu também realizou uma previsão a respeito do número de lojas e centros de distribuição até 2023.

Falando sobre a compra da plataforma KaBuM!, o acordo prevê também a incorporação das ações da empresa pelo Magazine Luiza, com a plataforma virando uma subsidiária integral da empresa varejista. 

Segundo o fato relevante da companhia remetido à CVM (Comissão de Valores Mobiliários (CVM), serão emitidos em favor dos acionistas do KaBuM! 75 milhões de ações do Magazine Luiza e bônus de subscrição para subscrever até 50 milhões de ações.

Vendas de novas ações 

Na manhã de hoje (15), o Magazine Luiza comunicou uma oferta primária de papéis, que é quando são emitidas novas ações no mercado, com objetivo de financiar a expansão logística e investimentos em tecnologia, além de possíveis aquisições estratégicas.

A oferta, que deve ter o valor divulgado no próximo dia 22, corresponde a distribuição inicial de 150 milhões de ações, valor que pode aumentar em até 50 milhões de papéis para atender um eventual excesso da demanda.

Ao considerarmos o preço de fechamento das ações no pregão desta quarta, de R$ 22,93, e o lote adicional de papéis, a oferta tem o resultado R$ 4,586 bilhões.

Centros de distribuição

Também foi divulgado pelo Magalu, suas previsões de crescimento para a rede, tanto na quantidade de lojas como de centros de distribuição e unidades logísticas.

A previsão para as lojas é de 1.440 unidades em 2021, 1.560 em 2022 e 1.680 em 2023. Já para os centros de distribuição, a empresa prevê a abertura de 26 ainda neste ano, 30 no próximo e 33 no seguinte.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.