Cuidado! Seu auxílio emergencial 2021 pode ser cancelado em breve

Nem todos os beneficiários contemplados pelo auxílio emergencial de 2021 terão direito a receber todas as parcelas da atual rodada, incluindo a prorrogação até outubro. Existe a possibilidade de cancelamento em caso de descumprimento dos critérios de concessão.

publicidade

Desde o início do auxílio emergencial de 2021, a Caixa Econômica Federal (CEF), o Ministério da Economia e o Ministério da Cidadania, deixaram claro que os beneficiários estariam sujeitos a análises constantes a cada parcela paga.

Sendo assim, se em determinado período um trabalhador elevar a renda ou conseguir um trabalho com carteira assinada, ele pode perder o direito ao auxílio emergencial

O procedimento tem sido feito desde o mês de abril com o apoio do Dataprev. Desde então, o número de beneficiários caiu em dois milhões de inscritos, mais precisamente de 39,1 milhões em abril para 37,1 milhões em junho. 

publicidade

Veja a seguir as situações que podem cancelar o auxílio emergencial 2021:

  • Cidadão contratado com carteira assinada enquanto recebe o benefício; 
  • Cidadãos que recebem o seguro desemprego, benefícios previdenciários ou assistenciais do Governo Federal;
  • Morte do beneficiário;
  • Recebimento de pensão;
  • Prisão do beneficiário; e 
  • Militares ou requerentes de classe média.

Por outro lado, têm direito a receber o benefício em 2021, os beneficiários aprovados ainda na etapa inicial em 2020, que são:

  • Desempregados;
  • Microempreendedores Individuais (MEI);
  • Beneficiários do Bolsa Família;
  • Trabalhadores informais;
  • Cidadãos de baixa renda inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Periodicamente os beneficiários do auxílio emergencial têm a chance de contestar o resultado do benefício negado ou cancelado através do Dataprev.

Cuidado! Seu auxílio emergencial 2021 pode ser cancelado em breve
Cuidado! Seu auxílio emergencial 2021 pode ser cancelado em breve. (Imagem: FDR)
publicidade

Contestação do auxílio cancelado

Caso exista a possibilidade de comprovar que o cancelamento ocorreu indevidamente, basta acessar uma das seguintes plataformas:

Ao acessar a plataforma mencionada, o usuário deve fornecer alguns dados pessoais como nome completo, número do CPF, data de nascimento e nome da mãe para ter acesso à página contendo o histórico de transações do auxílio.

publicidade

Em seguida, basta clicar no botão indicado para a contestação logo após o resultado referente ao auxílio emergencial, e assim, concluir o procedimento. 

Posteriormente, o beneficiário consegue visualizar o resultado da contestação pelo mesmo portal. E, em caso de um parecer positivo, ele terá direito a receber as parcelas de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375.

Vale lembrar que os inscritos no programa de transferência de renda, Bolsa Família, fazem parte dos cidadãos com direito ao auxílio emergencial. Portanto, estão sujeitos às mesmas regras. 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.