Tem desconto no salário do INSS sem contratar empréstimo? Saiba como lidar

Diversas pessoas estão sofrendo assédio moral e golpes em suas contas. Os criminosos buscam principalmente aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não possuem familiaridade com serviços atuais no país.

Tem desconto no salário do INSS sem contratar empréstimo? Saiba como lidar
Tem desconto no salário do INSS sem contratar empréstimo? Saiba como lidar (Imagem: Reprodução/ Conecta Imobi)

Após o mega vazamento de dados da previdência social, que expôs milhões de CPFs, dados pessoais, dados bancários e muitas informações registradas pelos clientes e beneficiários do país. Muitas pessoas sofreram golpes e assédios com suas informações expostas pelas redes.

Os golpistas usaram dados de aposentados para conseguir obter empréstimos consignados pelo INSS, e assim endividar suas vítimas e prejudicá-los financeiramente. O empréstimo consignado é uma linha de crédito com uma baixa taxa de juros.

O que foi feito?

No mês de junho deste ano, o Instituto Defesa Coletiva entrou com uma ação pública contra o INSS, porque a Lei Geral de Proteção de Dados foi rompida e acabou expondo milhões de pessoas.

Toda instituição que recolhe ou pede dados tem como obrigação proteger os dados e a privacidade do seu cliente.

Os golpes feitos por criminosos, teve um crescimento de ofertas e aceitações do empréstimo consignado. Assim por consequência prejudicando beneficiários e clientes que acreditavam que seus dados estavam seguros e protegidos pela instituição.

Empréstimo consignado do INSS descontado do meu salário, e agora?

Se alguém tenha um empréstimo aprovado sem a devida autorização, a vítima precisa abrir um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima para conseguir barrar esse procedimento ilegal e crimonoso.

O boletim vai registrar que houve uma ação ilegal de alguém que passou pelo aposentado para conseguir empréstimo sem sua autorização ou consentimento.

Após o registro, há segurados que entram com ação na Justiça para paralisar os descontos e provar que não solicitaram nenhum tipo de crédito. Alguns conseguem inclusive indenização por danos morais. 

Como acontecem os golpes?

Nos dias atuais em que a tecnologia avançou e quase tudo pode ser resolvido atrás de um smartphone ou computador para facilitar as pessoas, também aumentou os crimes cibernéticos.

Os criminosos conseguem ter acesso a diversos banco de dados dos bancos e instituições, e conseguem roubar desde dados básicos até altas quantias.

Por isso, várias empresas investem contra crimes nas redes para proteção de dados.

A empresa continua sendo responsável pela exposição de informações que deveriam ser protegidas.

Como se prevenir?

Infelizmente muitas instituições públicas e privadas são rotineiramente alvos de hackers.

Para prevenção é necessário ter cuidado para quem se envia dados pessoais, por exemplo, não fornecer informações por chamadas de telefone recebidas ou em locais e procedimentos sem necessidade.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.