Recebe Bolsa Família? Veja quando começa a 5ª, 6ª e 7ª parcela do auxílio

O governo federal vai pagar mais três parcelas do auxílio emergencial para os beneficiários, aqueles que recebem o Bolsa Família serão os primeiros a receber, e inclusive já tiveram o calendário divulgado. Os pagamentos irão até outubro para todos os beneficiários.

Recebe Bolsa Família? Veja quando começa a 5ª, 6ª e 7ª parcela do auxílio
Recebe Bolsa Família? Veja quando começa a 5ª, 6ª e 7ª parcela do auxílio (Foto: Montagem/FDR)

De acordo com o Ministério da Cidadania, o calendário de pagamento das três parcelas extras do auxílio será definido nas próximas semanas.

Para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Segue valendo a regra do valor mais vantajoso. 

Sendo assim, o cidadão receberá o benefício com maior valor, seja a parcela paga no âmbito do programa, seja o valor do auxílio emergencial. Esses repasses continuam sendo feitos de acordo com o calendário habitual do programa.

Quem poderá receber?

O benefício será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo.

Calendário das novas parcelas do auxílio no Bolsa Família

O cronograma abaixo vale para 5ª, 6ª e 7ª parcela do auxílio emergencial 2021, pagas entre agosto e outubro. A 4ª parcela será paga a partir de 19 de julho.

Final do NIS
1 18 de agosto 17 de setembro 18 de outubro
2 19 de agosto 20 de setembro 19 de outubro
3 20 de agosto 21 de setembro 20 de outubro
4 23 de agosto 22 de setembro 21 de outubro
5 24 de agosto 23 de setembro 22 de outubro
6 25 de agosto 24 de setembro 25 de outubro
7 26 de agosto 27 de setembro 26 de outubro
8 27 de agosto 28 de setembro 27 de outubro
9 30 de agosto 29 de setembro 28 de outubro
0 31 de agosto 30 de setembro 29 de outubro

Posso me inscrever para receber nessa nova rodada?

Para este ano não foram abertas novas inscrições. Os beneficiários do Governo Federal reavaliaram todos os beneficiários aprovados para o auxílio. Verificando se estão aptos a receber o benefício em 2021, de acordo com as novas regras do programa.

Quem não recebe?

Não vão ter direito ao auxílio aqueles que:

  • Tem emprego formal no momento;
  • Recebe benefício do INSS, seguro-desemprego e outros benefícios, exceto abono do PIS/Pasep ou Bolsa Família;
  • Tem renda familiar mensal per capita acima de meio salário mínimo (R$ 550, neste ano).
  • É membro de família com renda mensal total acima de três salários mínimos (R$ 3.300, neste ano);
  • Recebeu, em 2019, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Tinha, em 31 de dezembro de 2019, posse ou propriedade de bens ou direitos com valor total superior a R$ 300 mil;
  • Recebeu, em 2019, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil;
  • Era dependente de quem declarou Imposto de Renda em 2019;
  • Está preso em regime fechado ou tem o CPF vinculado como gerador de auxílio-reclusão;
  • Teve o auxílio emergencial de 2020 cancelado;
  • Deixou de movimentar valores disponibilizados pelo Bolsa Família ou do Auxílio Emergencial;
  • É estagiário, residente médico ou residente multiprofissional, beneficiário de bolsa de estudo;
  • Mora fora do Brasil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.