Receita paga 2º lote da restituição do Imposto de Renda para 4,2 milhões

Pontos-chave
  • Receita paga hoje, 30, o 2º lote de restituição do IR;
  • O montante pago neste lote é de R$ 2,3 bilhões;
  • Uma parte será destinada para contribuintes que possuem prioridade legal.

A Receita Federal paga nesta quarta, 30, o 2º lote de restituição do Imposto de Renda. Neste lote estão inclusos 4,2 milhões de contribuintes e será pago um total de R$6 bilhões. Saiba se está incluso neste lote.

Receita paga 2º lote da restituição do Imposto de Renda para 4,2 milhões
Receita paga 2º lote da restituição do Imposto de Renda para 4,2 milhões (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Receita informou que o montante pago neste lote é de R$ 2,3 bilhões e será destinados para contribuintes que possuem prioridade legal. Sendo eles:

  • 97.082 idosos com mais de 80 anos;
  • 779.763 entre 60 e 79 anos;
  • 54.240 que tem alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave;
  • 385.591 contribuintes que tem no magistério sua maior fonte de renda.

Também integram este lote 2,9 milhões de contribuintes que entregaram a declaração até o dia 21 de março.

Os valores da restituição são depositados diretamente na conta bancária que cada contribuinte informou em sua declaração. Se o crédito não for efetuado, os valores podem ser resgatados no período de um ano no Banco do Brasil.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda

O contribuinte tem duas formas de consultar o valor de sua restituição. Uma delas é logo após o preenchimento da declaração do IRPF.

Ao terminar de enviar as informações, é preciso escolher qual modelo será enviado ao fisco, o simplificado ou completo.

Cada modelo possui informações especificas e sendo assim existem diferenças tanto no valor a ser restituído pelo governo, como no valor a ser tributado pelo contribuinte.

Os contribuintes que não tem muitas deduções podem optar pelo modelo simplificado. Para este modelo é atribuído um valor de 20% que será deduzido do valor final do imposto, com um limite de até R$ 16.754,34, e não pode haver qualquer outra dedução inserida posteriormente.

Já o modelo completo não possui uma porcentagem fixa de dedução e é mais aconselhável para os contribuintes que tem gastos dedutíveis acima de R$16.754,34.

Consulte a restituição do IRPF online

Outra forma de consultar a restituição é na área de “Consulta Restituições IRPF”. É necessário digitar os dados básicos, como CPF, data de nascimento e o ano do imposto que deseja consultar.

Nesta área é possível acompanhar a restituição e saber em qual lote você receberá. Caso a restituição não seja liberada, é preciso acessar o portal e-CAC para saber o motivo.

Em 2021, foram mantidos cinco lotes de restituição como no ano passado, sendo que o primeiro foi marcado para o dia 31 de maio e o último para 30 de setembro.

Porém, de acordo com as regras, o valor da restituição é atualizada pela taxa Selic acumulada após o fim do prazo de entrega da declaração, até o mês anterior ao pagamento, acrescido de 1% no mês do depósito.

Calendário de restituição do IR 2021

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 30 de junho
  • 3º lote: 30 de julho
  • 4º lote: 31 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro
Como declarar pagamento do FIES no Imposto de Renda? Veja passo a passo!
Restituição do IR (Imagem: Reprodução 6 Minutos)

Como é feito o cálculo do Imposto de Renda e do valor da restituição

O cálculo do IR é feito baseado na soma de todos os rendimentos tributáveis e na faixa de renda do contribuinte. A restituição nada mais é que a devolução da quantia paga a mais ou da quantia retirada na fonte antes da declaração de ajuste anual.

É importante destacar que os valores do imposto devido e da possível restituição dependem sempre não só do total de rendimentos e das alíquotas, como também da quantidade de fontes pagadoras, quantidade de dependentes e total de despesas passíveis de dedução.

De acordo com a tabela vigente, a mordida mensal retida pela Receita é calculada baseada em alíquotas de 7,5%, 15%, 22,5% ou 27,5% em cima do valor dos rendimentos, descontada a parcela dedutível (desconto fixo) para cada faixa de rendimento.

No caso de contribuintes que possuem mais de uma fonte pagadora, a declaração de ajuste anual pode acabar resultando em mais imposto a pagar do que restituir.

Isto acontece, pois a soma de todos os rendimentos anuais pode levar o contribuinte a cair em uma faixa de tributação maior do que a aplicada nos descontos mensais de cada um dos trabalhos.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Receita paga 2º lote da restituição do Imposto de Renda para 4,2 milhões

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA