DF deve contratar mil novos PM e Bombeiros com ordem do governo federal

O governo do Distrito Federal autorizou à contratação de mil novos PM e Bombeiros ainda neste ano de 2021. A autorização foi sancionada por lei, na qual permite que o estado contrate 378 bombeiros e 750 policiais militares para atuar nas forças de segurança que são custeadas pelo Governo Federal.

DF deve contratar mil novos PM e Bombeiros com ordem do governo federal
DF deve contratar mil novos PM e Bombeiros com ordem do governo federal (Imagem: Reprodução Folha Dirigida)

Vagas de PM e Bombeiros

Na última segunda-feira, 28, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.178/21, que altera anexo do Orçamento (Lei 14.144/21), para autorizar à contratação de 378 bombeiros e 750 policiais militares no Distrito Federal, ainda neste ano de 2021.

O Congresso Nacional não aprovou o projeto, alegando que não havia espaço no orçamento.

“Embora se reconheça o mérito dessa proposta, o veto foi necessário por motivos fiscais, uma vez que a criação desses cargos não estava autorizada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias, nem possui espaço no orçamento”, disse a Secretaria-Geral da Presidência.

Por isso, a responsabilidade voltou a fazer parte da LOA e agora já está em vigor após ser aprovada pelo presidente da República. Com a autorização permitida as contratações devem ter impacto de R$ 22 milhões neste ano.

Conforme previsto pela Constituição, fica sob a responsabilidade da União organizar e manter as polícias Civil, Penal e Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. Bem como prestar assistência financeira ao DF, por meio de fundo próprio, nos serviços públicos.

Na Lei 14.178/21 também consta a permissão de contratar oficiais para atuar em seis universidades federais: Catalão, Jataí, Rondonópolis, Delta do Parnaíba, Norte de Tocantins e Agreste de Pernambuco. Para diminuir os gastos públicos, os cargos de professores e técnicos administrativos em educação foram diminuídos.

Concurso público

O último concurso público de Bombeiro no Distrito Federal aconteceu em 2016.  certame responsável foi o Idecan e contou com 448 vagas. O processo seletivo foi constituído pelas seguintes etapas de seleção:

  • Prova de conhecimentos, objetiva;
  • Exame de aptidão física;
  • Inspeção de saúde – exames médicos, biométricos e complementares, testes toxicológicos e exame odontológico;
  • Avaliação psicológica;
  • Sindicância de vida pregressa e investigação social e funcional.

Já o último concurso da Polícia Militar no Distrito Federal aconteceu em 2018 e contou com 2.024 vagas. A seleção foi feita por sete etapas, sendo:

  • Provas Objetivas;
  • Provas Discursivas;
  • Teste de Aptidão Física;
  • Exames e Avaliações Médicas;
  • Sindicância e Vida Pregressa;
  • Avaliação Psicológica;
  • Prova Prática para os cargos de músicos e corneteiros.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Mariana Castro
Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes - SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a sessão de carreiras do FDR, produzindo pautas sobre educação e emprego.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA