Renda Pará libera benefício para motoristas de app no próximo mês

O Governo do Estado do Pará libera um novo lote do programa Renda Pará 500. O benefício é destinado a motoristas profissionais e mototaxistas, e até o momento, já conseguiu amparar cerca de 16 mil profissionais das respectivas áreas. 

Renda Pará libera benefício para motoristas de app no próximo mês
Renda Pará libera benefício para motoristas de app no próximo mês. (Imagem: Governo do Pará)

O Renda Pará faz parte das ações adotadas pelos governos no âmbito Federal, Estadual e Municipal com o objetivo de auxiliar os segmentos mais afetados pelos impactos econômicos da pandemia da Covid-19.

Através desta oferta, os beneficiários passam a ter um estímulo para manter a subsistência e em alguns casos a atividade exercida. 

A última fase concluída na sexta-feira, 25, do Renda Pará contemplou os taxistas, mototaxistas, motoristas de van e transporte escolar. O investimento para auxiliar estes profissionais do trânsito foi de R$ 6,8 milhões.

Agora, o Governo do Pará através da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), está se preparando para iniciar a segunda fase do programa.

Desta vez, serão contemplados os motoristas devidamente credenciados junto às prefeituras, bem como empresas de aplicativos de transporte, e pela Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon). 

A previsão é para que os próximos pagamentos no valor de R$ 500 se iniciem no dia 5 de julho, próxima segunda-feira. Em resumo, receberão o Renda Pará os motoristas de aplicativo, motofretistas e retardatários que não foram incluídos no cronograma da primeira etapa do benefício.

O Banco do Estado do Pará (Banpará) será o responsável por efetuar os pagamentos do Renda Pará assim que todas as listas com a relação de todos os profissionais da área forem devidamente enviadas pelas prefeituras paraenses. 

Portanto, antes de procurar uma das agências do Banpará, é recomendado que os beneficiários acessem o site da Seaster ou da própria instituição financeira.

E, em campo específico, forneçam o número do CPF e a data de nascimento para verificar se tem direito ao benefício de R$ 500. 

Nas plataformas também é possível acompanhar o cronograma de depósitos que segue a ordem do mês de nascimento dos beneficiários, tal como o método utilizado no auxílio emergencial do Governo Federal.

Na oportunidade, o chefe da pasta competente, Inocencio Gasparim, ressaltou que a Secretaria tem se empenhado para estudar cada caso individualmente e não deixar nenhum profissional da área contemplada desamparado. 

Ele ainda explicou que “todos que estiverem nas listas enviadas à Seaster, e permanecem como ‘não cadastrado’ nos sites da Secretaria ou do Banpará, deverão se dirigir à agência mais próxima também a partir do dia 5 de julho, sempre seguindo o calendário de pagamento, munidos de documento oficial com foto”. 

Isso porque, é nas agências do Banpará que o beneficiário conseguirá regularizar a situação e efetuar o saque do Renda Pará no mesmo instante. Por fim, vale mencionar que esta segunda etapa do programa também contará com um investimento total na margem de R$ 15 milhões. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA