INSS paga nova parcela do 13° salário a partir de quinta-feira (24)

A partir de quinta-feira (24), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai pagar a segunda parcela do 13º salário para aqueles que são beneficiários do órgão. Os pagamentos devem ir até 7 de julho.

INSS paga nova parcela do 13° salário a partir de quinta-feira (24)
INSS paga nova parcela do 13° salário a partir de quinta-feira (24) (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Calendário do 13° salário do INSS

Para quem recebe benefício de um salário
Dígito final 2ª parcela
1 24 de junho
2 25 de junho
3 28 de junho
4 29 de junho
5 30 de junho
6 1 de julho
7 2 de julho
8 5 de julho
9 6 de julho
0 7 de julho

 

Para quem recebe benefício superior a um salário
Dígito final 2ª parcela
1 e 6 1 de julho
2 e 7 2 de julho
3 e 8 4 de julho
4 e 9 6 de julho
5 e 0 7 de julho

Quem pode receber o abono?

Mesmo sendo um benefício garantido pela previdência, nem todos os seus segurados terão acesso.

Aqueles que recebem salários referentes ao BPC, por exemplo, a concessão do 13º não é garantida por lei, tendo em vista que só há autorização para 12 parcelas. Assim, recebem o abono aqueles vinculados ao:

  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-acidente;
  • Aposentadoria;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-reclusão;
  • Salário-maternidade.

Qual valor vou receber?

Essa  antecipação do 13º foi dividida em duas rodadas. No mês de maio os segurados receberam 50% do benefício, sem nenhum tipo de desconto. Ou seja: salário tradicional + 50% do valor desse salário. 

Os outros 50% serão repassados neste mês de junho, sendo aplicadas as taxações referentes ao IRPF 2021. Por conta disso, os aposentados e pensionistas devem sentir diferença no valor depositado nessa 2ª parcela.

Sobre o calendário de pagamentos

As datas vão de acordo com o valor que será recebido e o número final do benefício, sem levar em consideração o dígito. Sendo assim, se o número é 123.456.789 – 0, desconsidere o 0 que é o dígito, o número final é 9.

Recebem primeiro os beneficiários que ganham até um salário mínimo, que hoje está no patamar de R$1.100.

Aqueles que ganham mais que o piso nacional, recebe em datas diferentes. Caso o dia do pagamento caia em um feriado, o depósito será realizado pelo órgão no dia útil seguinte.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.