Maquininhas de cartões especiais para autônomo, MEI, micro e pequeno empreendedor

Pontos-chave
  • Diversos modelos mais acessíveis dependem de conexão pelo celular;
  • As taxas variam conforme a empresa;
  • Alguns produtos permitem pagamentos por aproximação.

Como forma de aumentar o empreendimento, diversos profissionais passam a disponibilizar maquininhas de cartões. Dessa forma, será mais fácil de atender as demandas dos clientes. Conheça seis opções e maquininhas de cartões especiais para auxiliar autônomo, MEI, micro e pequeno empreendedor.

Maquininhas de cartões especiais para autônomo, MEI, micro e pequeno empreendedor
Maquininhas de cartões especiais para autônomo, MEI, micro e pequeno empreendedor (Imagem: energepic.com/Pexels)

SumUp Top

A SumUp Top é uma mini máquina de cartão que funciona com o celular. A conexão ocorre via Bluetooth, com celulares Android e iOS. O aparelho funciona com 2 pilhas AAA. O histórico de vendas pode ser visto no aplicativo grátis. O comprovante pode ser enviado por e-mail ou SMS.

Esta máquina de cartão não possui cobrança de mensalidade. O pagamento somente acontece quando há venda. As vendas são recebidas em 1 dia útil no Plano Antecipado. Com o SumUp Link, o link de pagamento da SumUp, ainda é possível vender à distância.

No débito, a taxa é de 1,90%, com q dia útil para receber as vendas. Já no crédito, para o Plano antecipado, a taxa é de 4,60% à vista, mais 1,50% a cada parcela — com 1 dia útil para receber as vendas.

No crédito, para ao Plano Econômico, a taxa é de 3,10% à vista; com 3,90% de 2 parcelas a 12 parcelas. O recebimento em parcelas acontece a partir de 30 dias.

Apesar dos pontos positivos, cabe destacar que a maquininha só é aceita em celulares com a exigência mínima de compatibilidade da empresa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Minizinha NFC

A Minizinha NFC possibilita a aceitação de pagamentos por aproximação. Ela não possui aluguel e conta com um preço acessível. A venda pode ser feita em até 18 vezes. O dinheiro pode ser recebido na hora. Não há cobrança de aluguel.

Ao finalizar a compra, será possível enviar o comprovante gratuitamente por SMS ou e-mail do cliente. No débito, a taxa é de 1,99% à vista por 1 ano. O recebimento acontece na hora.

No crédito, a taxa é de 4,99% à vista e 5,59% no parcelado para recebimento na hora. A taxa para parcelamento varia conforme o caso.

Por outro lado, a maquininha precisa de celular para o uso. Com isso, a pessoa deve possuir um aparelho compatível com a maquininha.

Zettle

A Zettle permite vendas com a tecnologia de aproximação. Ele aceita as principais bandeiras de cartões de crédito, débito, além de pagamentos com Google, Samsung e Apple Pay. Não há cobranças de mensalidade. Para usar os serviços, há necessidade de conexão a uma rede de internet

A taxa de transmissão é de 1,97% no débito. No crédito à vista, o valor é de 4,87%, com 1,99% por parcela adicionada.

Outro ponto a se considerar é a compatibilidade, que pode ser um limitador caso a pessoa não tenha um aparelho com as exigências da empresa.

A bateria da maquininha dura 8 horas (ou 100 transações), o que também pode dificultar o uso, dependendo da necessidade do usuário do produto.

Rede Pop Mobile

A Rede Pop Mobile aceita débito, crédito e vale benefícios. A gestão das vendas pode ser feita pelo aplicativo da empresa. Não há cobrança de aluguel. Ela conta com tecnologia NFC (Apple Pay e Samsung Pay). A conexão é via Bluetooth ou USB. O produto permite o envio do comprovante por e-mail ou SMS.

No débito, a taxa é de 1,99%. No crédito à vista, a cobrança é de 4,97%. Já no crédito parcelado, a taxa é de 4,97%, mais 1,99% por parcela.

As vendas são recebidas em até 2 dias úteis no crédito, o que pode ser um ponto negativo em relação a outras marcas que possibilitam recebimento em até 1 dia útil. Contudo, no débito, o recebimento acontece em até 1 dia útil.

Devido à conexão Bluetooth, o usuário deve se atentar à necessidade de celular. Bateria até 6 horas, o que pode ser um limitador.

A aquisição de uma maquininha de cartão torna o empreendimento mais prático
A aquisição de uma maquininha de cartão torna o empreendimento mais prático (Imagem: Obsahovka Obsahovka/Pexels)

Point Pro 2

A Point Pro 2 permite a impressão de comprovantes. Ela aceita crédito, débito e pagamento com QR Code. A maquininha inclui conta digital e cartão gratuito. A bateria dura 24 horas. Não há cobrança de mensalidades. A Point Pro 2 aceita os principais meios de pagamento, em até 12 vezes.

No débito, a taxa é de 1,99%, com o dinheiro disponível na hora. No crédito à vista, a taxa é de 4,74% para receber na hora. Já para oferecer pagamento parcelado, as taxas variam conforme o caso.

Por ser um produto mais completo, o preço pode não ser acessível dependendo da situação do empreendedor. Sendo assim, pessoa deve se atentar a esse detalhe.

Moderninha Plus

A Moderninha Plus permite venda em até 18 vezes, com recebimento na hora, conforme condições. Ele aceita pagamento por aproximação e já vem com chip e plano de dados grátis.

O cliente pode ter acesso a uma conta digital grátis. Não há cobrança de aluguel. Não há necessidade de celular. O produto permite envio de comprovante por SMS.

No débito, a taxa é de 1,99% à vista por 1 ano, com o recebimento na hora. Já no crédito, para o recebimento na hora, a taxa é de 4,99% à vista, e 5,59% no parcelado. As taxas para parcelamento variam conforme o caso.

A bateria dura até 10 horas de duração. Deste modo, este aspecto pode ser um limitador, dependendo das necessidades de empreendimento.

Vantagens em adquirir maquininhas de cartões para o empreendimento

Apesar dos pontos negativos em obter uma maquininha de cartão — como o percentual sobre as vendas, mensalidade e o prazo para recebimento do dinheiro —, a aquisição deste produto pode oferecer alguns benefícios importantes.

Entre os pontos positivos, está a maior praticidade em vez de carregar dinheiro, facilidade para que os clientes possam pagar, segurança em caso de perdas ou roubos, redução de problemas com troco, entre outros.

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.