Minas Gerais vai pagar auxílio de R$ 600 para famílias em agosto; como receber?

Governo de Minas Gerais sanciona benefício para população vulnerável. No último dia 21, foi provado o projeto Recomeça Minas que irá conceder um auxílio de R$ 600 para as famílias de baixa renda. Sua liberação será iniciada no mês de agosto, sendo necessário atender aos requisitos determinados pela gestão.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Minas Gerais vai pagar auxílio de R$ 600 para famílias em agosto; como receber? (Foto: Sérgio Lima/Poder360)
Minas Gerais vai pagar auxílio de R$ 600 para famílias em agosto; como receber? (Foto: Sérgio Lima/Poder360)

Diante da permanência do novo coronavírus, governos estaduais e municipais estão criando suas próprias políticas públicas para manter o direito de moradia e alimentação da população mais carente. Em Minas Gerais, o governador Romeu Zema consolidou o Recomeça Minas que beneficiará cerca de meio milhão de famílias.

Detalhe do projeto

A proposta concederá uma mensalidade única de R$ 600 para as famílias que estão em situação de extrema pobreza. Para isso é preciso ter uma renda menor que R$ 89 por família, estando vinculado ao Cadastro Único.

publicidade

“Minas finalmente vai recomeçar. Aprovamos em definitivo o Recomeça Minas. Agora, quem gera emprego e quem precisa trabalhar terão o incentivo necessário para se reerguer e seguir em frente. Isso é algo verdadeiramente novo no Estado”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Agostinho Patrus (PV).

Como receber?

Para poder ser um contemplado basta está dentro das regras acima e ter a documentação devidamente registrada na base de dados do Cadastro Único. O governo de Minas explicou que não estará abrindo período de candidatura, sendo suas secretarias as responsáveis pela triagem dos mais necessitados.

“A pandemia deixou famílias inteiras sem fontes de renda e agravou ainda mais a situação dos mais pobres. O auxílio é uma ajuda que vem em boa hora, para amenizar o sofrimento de milhares de mineiros”, argumentou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

No entanto, no caso daqueles que não conseguirem se vincular ao Cadastro Único, haverá a oportunidade de solicitação diretamente por uma plataforma digital. A página, ainda em desenvolvimento, fornecerá um formulário para que os interessados façam suas solicitações.

O oficio sugere ainda que a população se mantenha atenta ao site do governo de MG para poder acompanhar a abertura do período de inscrição. Por fim, é válido ressaltar que cada família terá direito a apenas um benefício, sendo comprovada a residência conjunta.

 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!