Quando começam os saques da 2ª parcela do auxílio emergencial 2021?

Governo federal modifica o cronograma de pagamentos do auxílio emergencial. Na última semana, o ministério da cidadania informou que estaria antecipando os depósitos da segunda parcela do coronavoucher. Os valores passarão a ser enviados no próximo dia 16, com liberação para saque ainda em maio.

Quando começam os saques da 2ª parcela do auxílio emergencial 2021? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Quando começam os saques da 2ª parcela do auxílio emergencial 2021? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Enquanto encerra o saque das primeiras parcelas do auxílio emergencial, o governo federal já organiza o início de sua segunda rodada. Os segurados nascidos no mês de janeiro passarão a ter acesso ao benefício, via Caixa Tem, já no dia 16 de maio. No entanto, a permissão para saques e transferências acontecerá apenas no dia 31 deste mês.

Calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial

É importante ressaltar que o benefício vem sendo concedido de duas formas. Primeiro a população recebe as mensalidades entre R$ 150 e R$ 375 nas suas contas do Caixa Tem, podendo acessar o recurso apenas digitalmente pela plataforma.

Após aproximadamente 15 dias é que o valor fica disponível em espécie. Nesse caso, o segurado tem que seguir o cronograma abaixo para poder ir até uma unidade da Caixa e fazer o saque, ou então transferir para outra conta bancária de mesma titularidade.

Datas de pagamento da segunda mensalidade

Nascidos em Dia do crédito em conta Dia para saques em dinheiro e transferências
janeiro 16 de maio 31 de maio
fevereiro 18 de maio 1º de junho
março 19 de maio 2 de junho
abril 20 de maio 4 de junho
maio 21 de maio 8 de junho
junho 22 de maio 9 de junho
julho 23 de maio 10 de junho
agosto 25 de maio 11 de junho
setembro 26 de maio 14 de junho
outubro 27 de maio 15 de junho
novembro 28 de maio 16 de junho
dezembro 30 de maio 17 de junho

 

Inclusão de novos segurados

A gestão pública federal informou ainda que está avaliando a possibilidade de incluir mais 6 milhões de brasileiros na pasta do projeto. A medida foi anunciada pelo secretário do Ministério da Cidadania e ainda deverá passar pela avaliação dos demais parlamentares.

A justificativa para a ampliação do projeto se deu mediante a contabilidade fiscal do governo. De acordo com a LDO validada para 2021, o poder publico tem R$ 44 bilhões para investir no coronavoucher, porém com o atual número de contemplados estão sendo gastos apenas R$ 39 bilhões.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Quando começam os saques da 2ª parcela do auxílio emergencial 2021?

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA