Amazon enfrenta Magalu e AliExpress e cria frete GRÁTIS para importados

Novidades no mercado de exportação. Nesta semana, a Amazon informou que entrará no comércio eletrônico realizando entregas gratuitas de produtos vindos do exterior. Além da marca, a chinesa AliExpress anunciou também que estará reforçando sua logística para facilitar a vida do consumidor brasileiro na hora de adquirir produtos de fora do país.

Amazon enfrenta Magalu e AliExpress e cria frete GRÁTIS para importados (Imagem: Reprodução Exame)
Amazon enfrenta Magalu e AliExpress e cria frete GRÁTIS para importados (Imagem: Reprodução Exame)

Entre os principais efeitos da pandemia do novo coronavírus está a utilização frenética do comercio digital. Diante dos riscos de contaminação em uma viagem internacional ou até mesmo uma ida ao shopping, parte significativa da população passou a comprar online. Pensando nisso, a Amazon acaba de ampliar sua atuação.

Detalhes da operação via Amazon

Com um crescimento de aproximadamente 26% e um faturamento médio de R$ 110 bilhões, as vendas online viraram alvo de disputa acirrada no mercado.

A Amazon passará a permitir que os clientes brasileiros consigam ter acesso ao seu catálogo de produtos internacionais, aqueles comercializados fora do país.

Entrega rápida e gratuita

De acordo com as informações concedidas pela Amazon, seu aplicativo e site passarão a contar com a função ‘compras internacionais’, onde os usuários poderão adquirir em real centenas de produtos vendidos no exterior.

A ideia é que o tempo entrega seja 40% menor em comparação com a atual demanda da ferramenta.

A marca garantiu que estará liberando o parcelamento dessas compras em até dez vezes e aqueles que forem assinantes prime terão o frete grátis desde que a aquisição do item tenha o selo ‘prime’.

Competição acirrada

Com a implementação do novo serviço a Amazon passa a competir com marcas como o AliExpress, chinesa que passou a vetar voos direto para o Brasil para otimizar a entrega dos produtos e baratear o frete. Segundo a empresa, agora as compras internacionais chegarão em até 12 dias.

– São Paulo é apenas a primeira cidade beneficiada de uma série de municípios brasileiros que, gradualmente, vamos incluir no programa entrega em até 12 dias – disse Yan Di, principal executivo da AliExpress no Brasil.

Avaliação do mercado

Consultora de tecnologia, Renata Magalhães explica que é uma tendência cada vez maior as marcas ampliarem seus serviços para as plataformas e otimizarem o tempo de entrega dos produtos.

– O investimento em logística passou a ser essencial nesse momento para permitir maior agilidade. Além disso, estamos vendo o reforço das empresas em catálogo e firmando parcerias para permitir maior oferta. As empresas estão usando todas as armas que têm – disse Renata.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.