Cedae será leiloada HOJE (30); entenda o que pode mudar para população

O leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) pode ser acontecer na tarde de hoje, 30, na sede da Bolsa de Valores (B3), em São Paulo. Segundo o governo federal, a concessão da Cedae é o maior e mais importante projeto de infraestrutura do Brasil dos últimos anos.

Cedae será leiloada HOJE (30); entenda o que pode mudar para população
Cedae será leiloada HOJE (30); entenda o que pode mudar para população (Imagem Gazeta do Povo)

A proposta do leilão é alterar totalmente os serviços de abastecimento de água e esgoto sanitário da capital do Rio e de outros 34 municípios do estado. Estes que foram separados em quatro blocos para serem entregues à iniciativa privada pelo período de 35 anos.

A companhia atende 64 dos 92 municípios do Rio de Janeiro. O restante já tinha entregue o saneamento para a iniciativa privada de forma individual, como Niterói, ou já faziam parte de um consórcio, como a Região dos Lagos.

Por fim, as 30 prefeituras da área de atuação da Cedae que ficaram de fora do projeto de concessão não manifestaram interesse em aderir ao plano do BNDES. Agora elas terão de arcar com a distribuição da água potável e a coleta e tratamento de esgoto por conta própria.

Até o momento, 12 empresas, nacionais e estrangeiras se mostraram interessadas pelo projeto. Porém, para a última disputa, foram formados quatro consórcios empresarias, cada um deles encabeçado por grandes investidores. As propostas de cada um deles será revelada durante a sessão pública do leilão.

O poder público e os futuros concessionários tem um grande desafio pela frente para garantir para garantir a universalização dos serviços até 2033, o principal objetivo do projeto.

Os desafios que passam desde questões ambientais, específicas do setor, à segurança pública, um dos principais problemas para o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro.

Relevância 

O plano de concessão da Cedae para a iniciativa privada demorou quase dois anos para ser finalizado. Ele foi desenvolvido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que o “vende” como o maior e mais importante projeto de infraestrutura do Brasil nos últimos tempos.

O presidente do instituto Trata Brasil, Édison Carlos, comemorou o leilão da Cedae e sua relevância histórica e econômica.

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.